A expectativa de vida ao nascer, em 2019, é de 80 anos para mulheres e de 73 anos para homens. Portanto, são permanentes as discussões sobre longevidade, dispositivos de prevenção a doenças e a acidentes, socialização e distância da solidão.

Por DANIELE MENDES DE MELO da ASCOM PML,
Lages/SC

📷 Toninho Vieira / ASCOM PML

Os vovôs e as vovós são as pessoas mais queridas em uma família. Quem não lembra do cheirinho do colo destes dois? Para uns são presença, para outros, lembrança. E o mês de outubro é a data especial para lembrar-se de respeitar, amar, combater os abusos e problemas de saúde, de vínculo afetivo, sociais e de exploração financeira, e defender seus direitos. Este 1º de outubro é o Dia Internacional do Idoso e mostra que é mais do que na hora de voltar as atenções à “melhor idade”.

No Brasil, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a expectativa de vida ao nascer, em 2019, é de 80 anos para mulheres e de 73 anos para homens. Deste modo, são permanentes as discussões sobre longevidade, dispositivos de prevenção a doenças e a acidentes, vida saudável, família, interação, socialização e distância da solidão.

Lages abriu sua agenda de eventos na tarde desta terça-feira (1º de outubro), no Teatro do Serviço Social do Comércio (Sesc). O público-alvo da agenda deste 1º de outubro são os grupos 60 + do Sesc e de instituições sociais parceiras, a exemplo do Lar Menino Deus. A programação será desenvolvida pela parceria entre Sesc e Conselho Municipal do Idoso (Comid), com apoio de outras instituições, como secretarias municipais, instituições de longa permanência (casas asilares - Sociedade de Assistência Social, Educacional e de Apoio aos Desamparados de Lages - Saseadla/Lar dos Idosos, Asilo Vicentino e Lar Menino Deus) e as organizações da sociedade civil.

Tarde afora desta terça foram detalhadas as seguintes atividades: Ponto de Encontro, envolvendo o 60 + Conectados do que Nunca/Projeto Ativa +, no qual o Sesc possui 30 inscritos, com rodas de conversa com a fonoaudióloga Juliana Brasil Zingalli e a psicóloga Janaína Ferreira Schlickmann de Souza (Gerência Municipal de Saúde Mental), com o tema + Conectados do que Nunca, e o assunto de prevenção do suicídio - promover e apoiar ações de esclarecimentos sobre este tópico, além da identificação de sinais e orientação acerca dos encaminhamentos possíveis e as relações que a mídia digital afeta como um todo.

Em seguida, Ouvindo Melhor, 60 + Conectados do que Nunca em ambientes e conexões na vida real e, por fim, práticas integrativas no Ginásio de Esportes do Sesc. O Projeto Ativa + oferece, a 30 idosos moradores de bairros de diferentes pontos da cidade, utilizando-se de suas próprias estruturas na avenida Dom Pedro II, atividades de oficinas, memória, dança e cantoria.

De 21 a 25

A Semana do Idoso será realizada pelo Comid e apoiadores entre os dias 21 e 25 de outubro (segunda a sexta). No dia 22, à tarde, haverá sessão de cinema no Sesc; no dia 23, no período vespertino, serão promovidas atividades no Centro de Convivência do Idoso (C.C.I.) Dom João Oneres Marchiori, no bairro Várzea; no dia 24 haverá tarde dançante na sede da Associação dos Aposentados e Pensionistas de Lages (AAPL), na avenida Belizário Ramos (Carahá), próxima à Associação Empresarial de Lages (Acil). “A ideia é comemorar e fazer jus à causa da pessoa idosa. Vamos mesclar, na programação, eventos de conhecimento em saúde, cultura e diversão. Em parceria com a comunidade, o Conselho se preocupa com as políticas públicas voltadas ao idoso e todos os anos prepara uma agenda de valorização. Nossa missão é articular e deliberar ações para atingir tais finalidades”, reitera a secretária executiva do Comid, Ana Paula Battistella. O Comid é presidido por Zilda Furlan Figueiredo, e é composto pelas secretarias da Assistência Social e Habitação, Saúde, Educação, Política para a Mulher e Assuntos Comunitários e do Desenvolvimento Econômico e Turismo; Procuradoria Geral do Município (Progem); Associação dos Aposentados e Pensionistas de Lages (AAPL); Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae); Cáritas Diocesana; Lions Clube; Saseadla/Lar dos Idosos, e União das Associações de Moradores.

O Dia Internacional do Idoso é comemorado em 1º de outubro de cada ano. Em 14 de dezembro de 1990, a Assembleia Geral das Nações Unidas votou estabelecer 1º de outubro como o Dia Internacional das Pessoas Idosas, conforme registrado na Resolução 45/106.

Saúde e estatísticas

Dados apresentados pelo Ministério da Saúde (MS), conforme a Agência Brasil, apontam que atualmente os idosos representam 14,3% dos brasileiros, o que corresponde a 29,3 milhões de pessoas. Segundo o Estudo Longitudinal da Saúde dos Idosos Brasileiros (ELSI-Brasil) divulgado em 2018, 75,3% dos idosos brasileiros dependem “exclusivamente” dos serviços prestados no Sistema Único de Saúde (SUS). Ainda segundo o levantamento, 83,1% realizaram pelo menos uma consulta médica nos últimos 12 meses.

Por base em dados obtidos por meio da Pesquisa Nacional de Saúde, o MS informa que 24,6% dos idosos têm diabetes, 56,7% têm hipertensão, 18,3% são obesos e 66,8% têm excesso de peso.

As doenças do aparelho circulatório são a principal causa de internação entre idosos. Em 2018, foram 641 mil internações registradas no SUS de pacientes acima de 60 anos.

Quanto aos acidentes, de acordo com a Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG), as principais causas de mortes acidentais de idosos são atropelamento e quedas, o que pode levar a consequências diretas, como lesões e fraturas, e indiretas, como medo de cair e isolamento social.