Lages deve começar 2020 com 15 equipamentos novos para atender às solicitações da população em quatro linhas de trabalho.

Por DANIELE MENDES DE MELO da ASCOM PML,
Lages/SC

📷 Marcio Proença / Divulgação

Dentro dos próximos meses o município de Lages receberá um reforço expressivo em sua frota de veículos pesados, direcionados à execução de serviços pertinentes às secretarias do Planejamento e Obras, Agricultura e Pesca e Serviços Públicos e Meio Ambiente, e Defesa Civil. O contrato de financiamento foi assinado na tarde desta segunda-feira (30 de setembro), no gabinete do chefe do Poder Executivo, firmado entre a prefeitura de Lages e o Banco do Brasil.

O valor de R$ 5 milhões, viabilizados pela instituição financeira pública via financiamento, serão aplicados na aquisição de duas escavadeiras hidráulicas; duas máquinas motoniveladoras (patrolas); quatro retroescavadeiras; quatro caminhões de pequeno porte, sendo três basculantes (caçambas) e um com carroceria; duas máquinas de limpeza urbana, e um rolo compactador. Serão todos veículos zero quilômetro.

O contrato de financiamento mediante abertura de crédito celebrado pelas duas entidades foi assinado pelo prefeito Antonio Ceron, e pelo gerente geral da Agência Setor Público do Banco do Brasil, com sede em Florianópolis, Edilberto Passos, acompanhado por mais três executivos da instituição. O vice-prefeito, Juliano Polese; secretário da Administração e Fazenda, Antonio Cesar Arruda, e o executivo de Convênios da Secretaria do Planejamento e Obras, Sérgio Gomes de Souza, acompanharam o ato de formalização.

A prestação mensal ficará na faixa de R$ 150 mil inicialmente, com seis meses de carência. Portanto, serão 54 meses para quitação, por parte da prefeitura. No decorrer do tempo, o valor das prestações deve baixar dos R$ 150 mil da primeira parcela em razão do pagamento de juros e capital a cada mês. Os juros cobrados acompanham os de rendimento da poupança, em torno de 6% a 6,4% ao ano, um percentual compatível com a realidade, lembrando que há subsídio, pois o Governo Federal incentiva os municípios brasileiros a adquirirem aparelhamentos de melhoria da infraestrutura das cidades.

Com esta iniciativa, o Município deixará de custear o aluguel de veículos, e se tornará proprietário dos seus próprios. A economia será de aproximadamente R$ 100 mil mensalmente. Porém, este mesmo volume de equipamentos custaria mais de R$ 250 mil ao mês em locação. “Firmar o contrato com o Banco do Brasil beneficiará toda a cidade. O Banco aportou os recursos, e agora vem a parte de documentação. Os veículos terão uma vasta durabilidade e irão possibilitar que façamos um serviço melhor ainda para a comunidade, manutenções diárias e pavimentações, esta que é a líder de reivindicações, bem como será possível a redução de gastos com o dinheiro público de forma consciente e com carros que estarão à disposição a longo prazo”, reitera o prefeito Antonio Ceron.

A partir da assinatura do contrato, o processo de licitação, que já está bem encaminhado, deve sair ainda na primeira semana de outubro. Todo o conjunto de maquinário deverá ser licitado no mesmo certame simultaneamente, por item licitatório, contudo, como organização, separados por tipo e valor.

O trâmite de licitação deve perdurar por cerca de 45 dias por se tratar ser uma concorrência e do montante significativo de recursos. De acordo também com o transcorrer do prazo recursal, além dos 45 dias normais por lei, as máquinas devem estar funcionando e prestando suas operações na primeira semana de janeiro de 2020.

A expectativa é de a compra estar resolvida até dezembro deste ano e a entrega ser feita pelas empresas vencedoras ainda até final do último mês deste ano ou no máximo início do próximo, se tardar e não puder ser como previsto.