O projeto estabelece o prazo de 30 dias para que a pessoa com suspeita de câncer faça exames e inicie o tratamento na rede pública de saúde.

Por LD,
Lages/SC

📷 Agência Câmara / Divulgação

A deputada federal Carmen Zanotto (Cidadania-SC) cobrou na última quarta-feira (25), do presidente do Senado e do Congresso Nacional, Davi Alcolumbre (DEM-AP), a definição da votação do chamado “PL 30 Dias” (PLC 143/2015) que foi aprovado pela Câmara em dezembro de 2018 e aguarda deliberação do plenário do Senado Federal.


O projeto de autoria da parlamentar catarinense estabelece o prazo de 30 dias para que a pessoa com suspeita de câncer faça exames e inicie o tratamento na rede pública de saúde.

Para a parlamentar, a demora pode agravar a situação de milhares de pacientes que aguardam na fila para fazer os exames que confirmem o diagnóstico de neoplasia maligna. “A suspeita de câncer é muito grave, não podemos perder tempo”, alertou Carmen Zanotto durante sessão conjunta da Câmara e do Senado.