A audiência pública foi convocada pelo vereador Lucas Neves (Progressistas) e trará a Lages o secretário de Estado da Saúde, Helton Zeferino, e o secretário da Casa Civil, Douglas Borba.

Por LD,
Lages/SC

📷 Maurício Santos / LD Comunicação

A situação da nova ala do Hospital Tereza Ramos que ainda não foi entregue e aberta à população será tema de uma audiência pública marcada para a próxima quarta-feira (18), a partir das 19h e que contará com a presença dos secretários de Estado da Saúde, Helton Zeferino, e o da Casa Civil, Douglas Borba.

A audiência foi convocada pelo vereador Lucas Neves (Progressistas) devido a situação da nova torre do HTR que ainda não foi aberta e que acaba por sobrecarregar a atual estrutura e também outras unidades como o HNSP e a UPA 24 horas, recém inaugurada e que vive lotada. “Além de discutir a questão das obras e operação da nova torre, teremos de tratar também a respeito da questão de falta de leitos na estrutura atual. A UPA vive lotada, e esse represamento se dá pelas dificuldades de abrirem leitos no HTR”, destaca Lucas.

O vereador Lucas Neves ainda destacou a atenção dada por parte dos secretários que logo que foram convidados, prontamente aceitaram o convite em uma clara demonstração por parte dos representantes do Governo do Estado – responsável pelo HTR – em estarem dispostos a ouvir os anseios de Lages e de toda a região.

A audiência será realizada no Plenário Nereu Ramos, na Câmara de Vereadores de Lages, e será aberta ao público em geral e quem quiser poderá fazer uso da palavra, porém, deverá chegar antes do início da audiência para se inscrever e assim fazer as observações ou perguntas aos secretários.

📷 Secretário da Casa Civil, Douglas Borba (E) e o vereador Lucas Neves. (Foto: Assessoria de Imprensa de Lucas Neves

A torre

A nova torre do Hospital Tereza Ramos começou a ser construída em 2012, ainda no primeiro mandato do até então governador do Estado, Raimundo Colombo, e deveria ter sido entregue em 2015. Após quatro anos desde a previsão de entrega da obra, o Governo do Estado não planejou a forma de funcionamento da nova estrutura e não fez concurso público para a contratação de novos servidores para realizar os atendimentos na nova torre.

O Hospital Tereza Ramos é atualmente um dos maiores do Estado e é referência em muitas áreas, atendendo não apenas a Serra Catarinense, mas também pacientes vindos de outras regiões como Alto Vale do Itajaí, Meio Oeste e Oeste catarinense.