Na ocasião também foi lançada a programação das atividades que serão realizadas para a celebração do bicentenário de nascimento de Anita.

Por ALEXANDRE BACK da AGÊNCIA AL,
Florianópolis/SC

📷 Fábio Queiroz / Agência AL

Os 198 anos de nascimento de Anita Garibaldi, também conhecida como a “heroína dos dois mundos” por sua participação em combates de ordem revolucionária, no Brasil e na Itália, foram destacados na noite desta quinta-feira (29) em uma sessão especial realizada na Assembleia Legislativa. O executivo de Comunicação Social, Pablo Gomes, representou o prefeito Antonio Ceron no ato.

Na ocasião também foi lançada a programação das atividades que serão realizadas para a celebração do bicentenário de nascimento de Anita, e homenageadas pessoas e instituições que contribuíram para a preservação e divulgação da história da catarinense, nascida em 1921 no município de Laguna.

A solenidade foi presidida pelo deputado Felipe Estevão (PSL), que na ocasião se disse emocionado por fazer parte dos festejos do nascimento de uma personalidade tão significativa para a história do estado de Santa Catarina.  Na sequência, foi realizada a apresentação do vídeo “Anita è il tuo nome”, de autoria de Maria Gabiella Conti e direção de Stefano Caranti, que conta, de forma poética, a trajetória de vida da lagunense.

Autor de uma biografia de Anita, o historiador Adílcio Cadorin a qual qualificou  como um “ícone” por seus feitos, sobretudo em território europeu. “Anita Garibaldi saiu daqui de Santa Catarina com apenas 18 anos e morreu com 28 anos de idade. Em apenas um ano e oito meses na Itália se tornou a mãe da pátria italiana e a heroína de dois mundos.”

Segundo ele, Anita é reverenciada na Itália e conhecida no Uruguai, mas ainda muito pouco valorizada no Brasil e até mesmo no seu estado de origem, fato que pretende mudar por meio do projeto “Dois Mundos e Uma Rosa para Anita”. A iniciativa, do qual é coautor, tem por meta divulgar a vida e os feitos da catarinense. “Santa Catarina, agora com a preparação dos festejos do bicentenário de nascimento de Anita, se prepara para resgatar o valor dessa grande mulher, que tem feitos incomensuráveis que a maioria da população catarinense também desconhece.”

Também participante do projeto, o arquiteto e historiador italiano Andrea Antonioli, que atualmente atua como diretor da Biblioteca Pública e Museu Renzi, ressaltou a importância da catarinense para a própria existência da Itália como país. “Anita é considerada uma figura feminina muito importante para nós, pois além de ter participado das lutas junto com Giuseppe Garibaldi, abriu as portas para a unificação italiana.”

Presente ao evento, o prefeito de Laguna, Mauro Candemil (MDB), agradeceu a Assembleia Legislativa pela iniciativa de evidenciar a passagem dos 198 anos de nascimento de Anita.

Na ocasião ele também discorreu sobre os preparativos para os festejos do bicentenário da lagunense, que devem contar com a participação de representantes das seis cidades catarinenses (Anita Garibaldi, Curitibanos, Imbituba, Laguna, Lages e Tubarão) onde houve combates; além do Rio Grande do Sul, consulado italiano no Paraná, Montevidéu, no Uruguai, e onze outras cidades italianas nas quais Anita esteve presente.

Heroína dos Dois Mundos

Ana Maria de Jesus Ribeiro, mais conhecida como Anita Garibaldi, nasceu em 30 de agosto de 1821, filha de Bento da Silva, um modesto comerciante de Laguna, descendente de família portuguesa vinda dos Açores, e Maria Antônia de Jesus Antunes. Aos 14 anos, foi obrigada pelo pai a se casar com o sapateiro Manuel Duarte de Aguiar, com quem não chegou a ter filhos.

Aos 18 anos abandonou o marido e fugiu com Giuseppe Garibaldi, general italiano que se refugiou no Brasil após lutar pela unificação de toda a península itálica, sob a forma de república.

Sua estreia em batalhas aconteceu contra Frederico Mariath, em prol de causas republicanas. Com o fim da República Juliana, Anita e Garibaldi rumaram para o sul. Ao chegar a Santa Vitória, em 1839, lutou ao lado de Giuseppe na cidade de Lages e participou da Batalha dos Curitibanos, na qual caiu prisioneira. Posteriormente Anita conseguiu fugir e, mesmo grávida de quatro meses, caminhou sem destino por oito dias, até reencontrar Garibaldi.

No dia 26 de março de 1842, Anita, então com 21 anos, se casou com Garibaldi em Montevidéu, no Uruguai, de onde fugiu no ano de 1847, já com filhos, em direção à Itália.

Em junho de 1849, Garibaldi liderou a defesa da República Romana contra as tropas francesas. A França venceu e Roma capitulou. Garibaldi, não admitindo a derrota, seguiu para Veneza. Anita, mesmo grávida de seis meses, vestiu-se com roupas masculinas e o acompanhou na jornada.

A historiografia oficial aponta que Anita faleceu no dia 04 de agosto de 1849, juntamente com a criança que esperava, mas até hoje a causa do óbito ainda é desconhecida, com alguns pesquisadores apontando malária e outros febre terciária simples, febre perniciosa e até leucemia.

Mesmo após a sua morte, os seus feitos não foram esquecidos, sobretudo em Santa Catarina, onde dá nome a dois municípios (Anita Garibaldi e Anitápolis), além de diversos diversas estruturas e logradouros públicos, como ruas, praças e pontes.

Homenageados:

·        Fundação Catarinense de Cultura;
·        Instituto Cultural Anita Garibaldi;
·        Comissão Estadual Comemorativa ao Bicentenário de Nascimento de Anita Garibaldi;
·        Adílcio Cadorin, historiador, biógrafo de Anita Garibaldi e autor do projeto “Dois Mundos e uma Rosa para Anita”;
·        Município de Anita Garibaldi;
·        Município de Curitibanos;
·        Município de Imbituba;
·        Município de Lages;
·        Município de laguna;
·        Município de Tubarão;
·        Consulado Italiano;
·        Ente Morale Museo Biblioteca Renzi;
·        Andrea Antonioli, arqueólogo, historiador e escritor; coautor do projeto “Dois Mundos e Uma Rosa para Anita”;
·        Unione Nazionale Ufficiali in Congedo D’Italia (UNUCI);
·        Conselho Regional Emilia Romana/MT;
·        Comuna Di Verucchio – Provincia Di Rimini;
·        Anitta Garibaldi Jalet;
·        Fabrício Darossi e Luciana Silveira;
·        Enrico Signorelli;
·        Comuna Di Poggio Torriana;
·        Comuna Di Sogliano Al Rubicone;
·        Comuna Di Borghi;
·        Comuna Di Cesenatico;
·        Comuna Di Argenta;
·        Comuna Di Comacchio;
·        Comuna Di Castrocaro Terme e Terra Del Sole;
·        Comuna Di Dovadola;
·        Comuna Di Modigliana;
·        Joia Garden;
·        Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul).