Serão sete meses de trabalho. O objetivo é capacitar e qualificar os servidores ligados ao setor para que o atendimento à população seja cada vez melhor, vencendo os desafios do dia a dia.

Por ALINE TIVES da ASCOM PML,
Lages/SC

📷 Toninho Vieira / ASCOM PML

Servidores da Secretaria Municipal da Saúde iniciaram o curso de capacitação do Programa de Qualidade no Atendimento da Atenção Básica, uma parceria entre a Prefeitura e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac). Nesta segunda-feira (5 de agosto) foi dado o pontapé inicial do programa, que deve durar cerca de sete meses, entre parte teórica e prática. Nestes dois primeiros dias está sendo ministrada uma palestra com a psicóloga e consultora empresarial Jamile Bitencourt, no Teatro Marajoara.

Segundo a Diretora da Atenção Básica do Município, Francine Formiga, o objetivo é capacitar e qualificar os servidores ligados ao setor para que o atendimento à população seja cada vez melhor, vencendo os desafios do dia a dia. “Nosso trabalho é sempre tentar resolver os problemas das pessoas, mesmo que muitas vezes precisamos dizer um não, mas que seja de forma humanizada, pois quem nos procura são pacientes fragilizados que precisam ser atendidos por pessoas que se sensibilizem com a situação”, destaca Francine.

O curso tem como público alvo todos os profissionais que atuam nas 28 Unidades Básicas de Saúde (UBSs), englobando também programas como o “Saúde da Mulher” e “Saúde da Criança”. Serão meses focados no trabalho de sensibilização sobre a importância do atendimento. O projeto começou a ser elaborado há cinco meses, com pesquisas e trabalho de campo, verificando como é o atendimento à população e o que precisa ser melhorado. Periodicamente também são realizadas pesquisas que apontam a qualidade do serviço prestado. “Esperamos mostrar bons indicadores nas próximas pesquisas. Nosso serviço de saúde tem melhorado bastante, mas sempre podemos fazer melhor. Esta é uma oportunidade de aprendizado, que poderá transformar a prática no dia a dia”, ressalta o vice-prefeito, Juliano Polese.

Juliano lembra que nos últimos anos houve evoluções, como a brusca queda na taxa de mortalidade infantil no município. “Desde 2008 almejávamos esta conquista, pois a Serra Catarinense era taxada como os piores indicadores de mortalidade infantil no Estado. Hoje conseguimos reverter esta realidade e somos referência”, afirma.

Profissionais do Senac especializados na área da saúde irão desenvolver o programa de qualificação, com momentos em sala de aula, e acompanhamento posterior na prática dentro das Unidades de Saúde. “Só mudamos uma realidade buscando o conhecimento. Nestes sete meses vamos passar aos servidores estratégias, soluções e técnicas para vencer todas as dificuldades que possam surgir durante os atendimentos”, finaliza o coordenador do Núcleo de Relações com o Mercado do Senac, Adenilson Varela da Silva.