O juiz Alexandre Takaschima, titular da 2ª Vara Criminal, considerou que o conduzido e a vítima eram vizinhos e o fato gerou grande repercussão na cidade.

Por TAINA BORGES do NÚCLEO INSTITUCIONAL
DE COMUNICAÇÃO DO TJ-SC
Lages/SC

📷 Taina Borges / TJ-SC

Em audiência de custódia regionalizada, nesta sexta-feira (30), o juízo da comarca de Lages decretou a prisão preventiva de um homem acusado de homicídio qualificado ocorrido no interior de Campo Belo do Sul. O juiz Alexandre Takaschima, titular da 2ª Vara Criminal, considerou que o conduzido e a vítima eram vizinhos e o fato gerou grande repercussão na cidade.

Ele é acusado de matar um homem com golpes de foice, ter esquartejado, queimado e enterrado o corpo da vítima. Em interrogatório policial, disse que, num primeiro momento, as partes foram enterradas em lugares separados, depois, num único local.

O defensor solicitou que respondesse ao processo em liberdade alegando a primariedade, bons antecedentes e ter colaborado com a investigação. Com a prisão preventiva decretada, ele foi encaminhado ao presídio de Lages. O processo tramitará na comarca de Campo