São obras de saneamento que contemplam, inicialmente, cerca de 25 mil pessoas (cinco mil famílias) residentes em oito bairros e dois loteamentos populares.

Por IRAN ROSA DE MORAES da ASCOM PML,
Lages/SC

📷 Marcelo Pakinha / ASCOM PML

As obras do Complexo Araucária, um conjunto de infraestrutura de esgotamento sanitário, foram inauguradas neste dia 20 de agosto de 2019, (terça-feira), pelo prefeito Antonio Ceron. No ato do corte da fita e descerramento da placa inaugural também estiveram presentes o vice-prefeito, Juliano Polese; o secretário municipal de Águas e Saneamento (Semasa), Jurandi Agustini; o presidente da Câmara de Vereadores, Vone Scheuermann, e o superintendente regional da Caixa Econômica Federal (CEF), Ederson Negri.

O Complexo Araucária foi implantado ao longo de oito anos de trabalhos e consiste na implantação de um sistema de coleta e tratamento de esgoto sanitário que inicialmente contempla cerca de cinco mil famílias (25 mil pessoas) residentes em oito bairros de Lages e em dois loteamentos populares. O conjunto de obras compreende a implantação de 39 mil metros de rede coletora, cinco elevatórias e uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE - Araucária). Com isto, Lages passa a ter 50% de sua área urbana coberta com sistema de coleta e tratamento de esgoto. “Concluída esta importante e complexa obra, os trabalhos continuam com a execução do projeto de construção da avenida Ponte Grande, incluindo a implantação de rede central que coletará o esgoto sanitário de 13 bairros. Será um avanço significativo para a população, pois Lages passará a ter 80% de sua área urbana coberta com sistema adequado de esgotamento sanitário”, salienta o prefeito.

O secretário de Águas e Saneamento, Jurandi Agustini, explica que, “a partir de agora os serviços operacionais e de manutenção da ETE - Araucária passam a ser feitos por equipe da empresa (terceirizada) Águas do Planalto. Até poucos meses atrás, quem era responsável pelo funcionamento da ETE era a equipe técnica da STC, empresa executora do projeto de implantação do Complexo Araucária”.

Agustini abordou sobre as ligações domiciliares à rede coletora central, as quais ficam sob a responsabilidade direta dos moradores, sendo que a partir do mês de outubro, a tarifa do esgoto será cobrada, independentemente de a ligação domiciliar ter sido implantada ou não pelos demais moradores. “A Semasa já vem alertando os moradores, por meio de mensagens impressas na tarifa de energia elétrica, sobre a necessidade de as famílias fazerem as ligações domiciliares à rede coletora de esgoto”, esclarece. Famílias de baixa renda residentes nos bairros Santa Catarina, Santa Clara e Novo Milênio já foram beneficiadas com as ligações (sem custos) feitas por equipe técnica da Semasa.

📷 Marcelo Pakinha / ASCOM PML

Ao todo oito bairros e dois loteamentos populares já estão interligados ao Complexo Araucária. São os bairros Santa Catarina, Santa Clara, Promorar, Centenário, Santo Antônio, Araucária, São Luiz e Morro Grande, mais os loteamentos Preá e Novo Milênio.