Solenidade de entrega das câmeras está marcada para a próxima quarta-feira (28) às 11h, na sede da PM, no município na SC-390.

Por LD,
Lages/SC

📷 Prefeitura de Cerro Negro / Divulgação

A cidade de Cerro Negro agora conta com mais uma ferramenta para garantir a segurança dos moradores e visitantes. Já está em funcionamento o sistema de videomonitoramento da Polícia Militar no município de cerca de 3,5 mil habitantes e distante cerca de 75 km de Lages, na Serra Catarinense. A solenidade oficial de entrega do sistema está marcada para a próxima quarta-feira (28), às 11h, na sede da Polícia Militar no município que fica às margens da SC-390.


O sistema que é composto por quatro câmeras externas e outras cinco internas, colocadas em pontos estratégicos do município que custaram R$ 30 mil e os recursos são provenientes do Fundo de Transações Penais da Comarca de Campo Belo do Sul, município vizinho a Cerro Negro. Para o Comandante da PM na cidade, o sargento Nilson Martins, o sistema já tem auxiliado no atendimento de três ocorrências: um furto de arma de fogo, de cones e roubo de motocicleta. “Mesmo com poucos dias em funcionamento, conseguimos coibir a perturbação do sossego com o uso do som alto e condução de motos sem capacete”, destaca.

Os recursos foram garantidos atendendo ao pedido da PM de Cerro Negro através de deliberação da juíza Flávia Carneiro de Paris, o último antes da edição da Resolução Conjunta GP/CGJ n. 10, de 14 de dezembro de 2017.

O Fundo de Transações Penais da comarca de Campo Belo do Sul reunia recursos das penas restritivas de direitos aplicadas, dos institutos despenalizadores da transação penal e da suspensão condicional do processo, na esfera criminal. Agora, a direção do Fórum transfere os recursos arrecadados para a Conta Centralizada gerida pelo Conselho Gestor do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC), em Florianópolis.