Aeronave com capacidade de até 75 mil litros de água foi alugado e deve permanecer no país por cerca de dez dias.  

Por LD*,
Lages/SC

📷 Avião SuperTanker em ação na região de Santa Cruz. (Foto: STR / AFP). 

O maior avião tanque do mundo que está na Bolívia para auxiliar no combate a um grande incêndio que atinge florestas na região de Taperas (leste boliviano) e que chegou a ameaçar a usina termoelétrica de Ipiás, que usa gás natural como combustível, teve seu primeiro objetivo concluído com êxito, avaliou uma fonte oficial que disse que o objetivo foi “relativamente bem-sucedido”.

O SuperTanker que tem capacidade para 75 mil litros de água chegou ao país sul-americano na madrugada da última sexta-feira (23) e foi alugado pelo governo da Bolívia sendo que deve permanecer no país por cerca de dez dias.

Segundo Juan Ramón Quintana, ministro da Presidência local, qualificou de “relativamente bem-sucedida” a operação da primeira descarga de 75 mil litros de água que o SuperTanker efetuou sobre uma ampla zona da Chiquintanía boliviana, no sudeste perto da fronteira com Brasil e Paraguai, onde o incêndio já devastou mais de 744 mil hectares de área, destruindo florestas, cultivos e pastagens em Santa Cruz, devido à queima de campos agrícolas, uma prática ancestral chamada de “chaqueo” na região, segundo a qual a cinza melhora a qualidade da terra para semear.

Bolívia faz apelo ao Brasil e ao Paraguai

O governo de Evo Morales fez um apelo na última quinta-feira (22) para que Brasil e Paraguai adotem ações na zona compartilhada pelos três países, sobre a Hidrovia Paraná-Paraguai.

Os dois países vizinhos ao Brasil já concordaram em desenvolver um “trabalho conjunto dos dois países, tanto no território boliviano como no território paraguaio”, afirmou o ministro boliviano do Meio Ambiente, Carlos Ortuño.

*Com informações da AFP.