A Serra Catarinense, por meio da Rede Cegonha, foi escolhida para desenvolver este projeto, o qual irá fortalecer as ações da atenção primária á saúde, atenção especializada à saúde e vigilância em saúde.

Por DANIELA ROSA DE OLIVEIRA da COORDENADORIA
REGIONAL DA REDE CEGONHA NA SERRA CATARINENSE,
em Lages/SC

📷 Arquivo / ASCOM PML

A Sociedade Brasileira Beneficente Israelita Albert Einstein desenvolve projetos ligados ao Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (SUS) (PROADI-SUS), desenvolvido pelo Ministério da Saúde para colaborar com o fortalecimento do sistema. O Projeto da Organização da Atenção Ambulatorial Especializada em rede com a Atenção Primária à Saúde (PlanificaSUS) via PROADI-SUS por meio do Hospital Israelita Albert Einstein, de São Paulo, tem o objetivo de implantar a metodologia de Planificação de Atenção à Saúde (PAS) proposta pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS) em Regiões de Saúde das 27 Unidades Federativas, fortalecendo o papel da Atenção Primária à Saúde e a organização das Redes de Atenção à Saúde no SUS.

Nesse sentido a Serra Catarinense, por meio da Rede Cegonha, foi escolhida para desenvolver este projeto, o qual irá fortalecer as ações da atenção primária á saúde, atenção especializada à saúde e vigilância em saúde. O Projeto será realizado de julho de 2019 a dezembro de 2020, com cronograma estabelecido pelo Hospital Israelita Albert Einstein.

Nesta segunda-feira (15 de julho) será realizado o Workshop de abertura do PlanificaSUS Serra Catarinense, neste evento, que será realizado na Universidade do Planalto Catarinense (Uniplac), estarão reunidos os 18 municípios da região e seus respectivos prefeitos, secretários municipais da saúde, tutores e facilitadores, bem como o grupo condutor estadual (SES) e regional do projeto. Deverá estar presente ainda o secretário de Estado da Saúde, Helton de Souza Zeferino e consultores do Hospital Albert Einsten.

Cada município terá uma Unidade Laboratório de Atenção Primária á Saúde (APS), em Lages além desta unidade de APS que é central, haverá uma unidade laboratório de Atenção Especializada em alto risco que ficará localizada no Hospital Tereza Ramos (HTR).

Além do dia 15, abertura, os trabalhos seguem até dia 18 de julho e posterior ao longo de 18 meses, o qual mobilizará em torno de 1.750 profissionais da atenção primaria à saúde, à atenção materno infantil, serviços gerais, motoristas, profissionais técnicos administrativos. Esta será uma grande força tarefa para ampliar o acesso e melhorar a qualidade dos indicadores de saúde. A Rede Cegonha já vem desenvolvendo este trabalho, mas agora com o reforço destas importantes instituições aprimorará as ações e destacará o desenvolvimento da região neste trabalho de saúde pública.

O grupo condutor do PlanificaSUS é composto pelos membros da rede cegonha e demais parceiros, a maioria são servidores municipais, mas inclui representantes do DAB, Vigilancia Epidemiológica, HTR , Hospital Infantil Seara do bem (HISB), CIR - Comissão Intergestores Regionais, COSEMS -  Conselho dos secretários municipais da saúde, CIES (Comissão de Integração, ensino e serviço) e regional de saúde.