Evento ocorreu na tarde da última terça-feira (11) no Sitio Sant’Ana, na localidade de Boava, interior de São Joaquim.

Por ANA PAULA LEMOS da ASCOM PMSJ,
em Lages/SC 

📷 Divulgação / ASCOM PMSJ

Na tarde da última terça-feira (11/06), a Epagri realizou um dia de campo no Sítio Sant’Ana na localidade do Boava. A produção de maçã orgânica foi tema principal, assim como, assuntos sobre a implantação de variedades de maçãs desenvolvidas pela Epagri, também foram discutidos.

João Reichert, proprietário do Sítio Sant’Ana e também produtor orgânico, cedeu seu espaço como unidade de observação. Assim, o local possui o objetivo de servir como unidade de pesquisa em relação a produção de maçã orgânica. O ambiente se torna didático, proporcionando aos produtores um maior conhecimento, tratando de assuntos como a implantação de pomares, manejo, condução e tudo que envolva a produção não convencional.

A partir dos resultados gerados pelas pesquisas desenvolvidas na unidade de observação, juntamente a Extensão Rural da Epagri e as Unidades de Pesquisas de São Joaquim e Caçador, divulgam os trabalhos e colocam em prática nas propriedades. A essência das atividades, está em transformar a pesquisa em geração de renda para as famílias dos agricultores.

São Joaquim possui um grande potencial em desenvolvimento da cultura orgânica. Apresenta o surgimento de um novo cenário, pautado em responsabilidade ambiental e social.

Sítio Sant’Ana e a Acolhida na Colônia em São Joaquim

Com a proposta de valorizar o modo vida no campo através do agroturismo ecológico, a Acolhida na Colônia é uma associação  que está presente em São Joaquim. Com enfoque no turismo de experiência e na valorização do pequeno agricultor familiar, a Acolhida oportunizada qualidade vida e renda alternativa para os agricultores.

João Reichert,  integra o quadro de associados na Acolhida na Colônia com sua propriedade, Sítio Sant’Ana. Numa bela localidade no Boava, o sítio oferece aos visitantes muitos atrativos. Entre eles, turismo pedagógico, colha e pague, degustação, visitas técnicas, dias de campo e até a comercialização de maçã orgânica.  

Produtor orgânico desde o princípio da propriedade, João se orgulha de sua trajetória:” Trabalhamos por muitos anos na produção convencional, mas quando adquirimos esta propriedade, decidimos partir para o nicho de agroecológicos. Em 2001 foram plantadas as primeiras mudas e seguimos até hoje.” concluiu o proprietário.

A Acolhida na Colônia preza pela responsabilidade ambiental, pela alimentação saudável e pelo desenvolvimento dos agricultores, gerando um bem-estar coletivo.

Para saber mais sobre a Acolhida, acesse www.acolhida.com.br e para conhecer a propriedade do senhor João Reichert, agende uma visita através do (49) 991548662