Obras simultâneas transcorrem nos canteiros do Mercado Público e do Centro de Lages


“Será criado um modelo de gestão, pensando em conjunto entre o Município e o empresariado. As vistorias permanentes são fundamentais para acompanhar e se discutir os passos seguintes          “ – Prefeito Antonio Ceron.

Por DANIELE MENDES DE MELO da ASCOM PML,
em Lages/SC 

📷 Nathalia Lima / ASCOM PML

As obras de restauração, ampliação e modernização do Mercado Público e de revitalização do Centro de Lages foram vistoriadas por um grupo de empreendedores do segmento da gastronomia e por parte do colegiado da prefeitura de Lages, liderados pelo prefeito, Antonio Ceron, além do sócio proprietário da Terra Engenharia, Flávio Tutida, na tarde desta terça-feira (7 de maio). Os recursos do Fundo Social/Governo do Estado estão na ordem de R$ 8 milhões. O convite aos empresários foi feito pela Diretoria de Turismo, da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Turismo.

O diretor de Urbanismo e Planejamento da Secretaria do Planejamento e Obras, Roberto Provenzano, repassou as principais informações técnicas à comitiva. Já está pronta a parte de infraestrutura, composta pelos serviços de rede de fornecimento de água potável, saneamento básico e energia elétrica, bem como as alterações nas alvenarias; construções dos boxes; estrutura metálica e cobertura da ala nova, e banheiros, pendentes ainda os serviços de encanamento e acabamentos. O piso é de cimento queimado e o telhado metálico e em vidro laminado na parte central.

Serão começados os trabalhos na parte do largo do Mercado, a entrada principal na parte da frente. As aberturas já estão feitas, ou seja, os vãos de acesso já estão com as paredes retiradas conforme o projeto.

Restam, ainda, as obras de fechamentos laterais do pavilhão novo, cobertura de vidro na ala central de transição da edificação, forros de gesso e finalizações, como pintura, rebocos, gesso nas bancas e iluminação. “Basicamente, a obra está bem encaminhada e mais adiante iniciaremos a etapa de acabamentos”, pontua Provenzano. As obras do Mercado Público iniciaram em novembro de 2018 e a previsão de conclusão é para setembro ou outubro deste ano. Com a chegada do inverno, os serviços podem sofrer alguma interferência no prazo devido às condições meteorológicas, sobretudo nas atividades externas. “Será criado um modelo de gestão, pensado em conjunto entre o Município e o empresariado. As vistorias permanentes são fundamentais para acompanhar e se discutir os passos seguintes”, argumenta o prefeito.

Um lugar para confraternizar e fazer turismo

O Mercado Público terá 3.585 metros quadrados. Seu pavimento térreo será dotado de lojas e a área de culinária estará no piso superior, onde estará o espaço gourmet e salão de eventos, incluindo elevador com acessibilidade. No Mercado Público haverá os setores do mercado antigo e do mercado novo. Na parte antiga (praticamente fechada), com características histórico-culturais preservadas, porém, revitalizada, será disponibilizado espaço para comercialização de artigos do artesanato local. Na área nova, externa (semiaberta), estarão os hortifrutigranjeiros, açougue e peixaria. Bistrôs, lanchonetes e cafeterias estarão no térreo e no segundo nível do espaço. Serão 34 boxes, um restaurante, dois cafeterias, ambientes para barbearia, casa lotérica e caixa eletrônico. Em respeito à história da Serra será instalado um monumento em alusão às taipas da Coxilha Rica. Na parte interna haverá dez vagas para estacionamento de veículos e no Largo, na parte externa do entorno, haverá cerca de 50 lugares.

O coordenador do Núcleo de Gastronomia da Acil e da CDL, Ruan Rangel, salienta que foi levantada a possibilidade de os empresários estarem mais próximos das obras por entender que o Mercado necessitará de uma parceria público-privada. “Solicitamos uma reunião para apresentação do projeto, encontro feito há uns 15 dias. Pretendemos estar mais presentes e conhecedores do que está sendo feito no local”, reitera Ruan. O objetivo é fazer que as entidades privadas estejam mais envolvidas no processo. “Visitar as obras foi impactante pelo que vi aqui Não imaginei esta dimensão. O Mercado ficará enorme. O impacto para Lages deverá ser positivo e bem planejado para alcançar resultados imediatistas, correspondendo às expectativas”, acrescenta o empreendedor.

Supervisão no Calçadão da Praça João Costa

As autoridades e os empresários seguiram para o Calçadão da Praça João Costa, onde segue o serviço de concretagem do contrapiso na parte descoberta da Praça, base para os reservatórios inferiores e bomba d’água da fonte luminosa, assentamento do piso de basalto regular serrado, em outros pontos será colocado paver em cinza e outras cores, formando paginação geométrica, início da retirada da cobertura do ginásio do antigo colégio Aristiliano Ramos, e começo da fundação com estacas para construção do bloco B, espaço de dois pavimentos, onde estarão palco cultural e camarins. No segundo piso haverá um restaurante. Em outubro devem ser terminados os serviços de implantação deste prédio. No bloco A somente restam os acabamentos em vidro, que abrigará cafeteria, revistaria, posto da Polícia Militar (PM), Central de Informações Turísticas e banheiros.
Na área central, em que a obra inteira de abrangência será de 9.500 metros quadrados. Os investimentos são de mais de R$ 13 milhões, através de convênio entre o Governo do Estado e a prefeitura.




Obras simultâneas transcorrem nos canteiros do Mercado Público e do Centro de Lages Obras simultâneas transcorrem nos canteiros do Mercado Público e do Centro de Lages Reviewed by Lages Diário on maio 08, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.