O Parque conta com sete trilhas georrferenciadas, variantes em tamanho e grau de dificuldade, e compõem um mapa fixado ao lado da sede administrativa, no bairro São Paulo.

Por DANIELE MENDES DE MELO da ASCOM PML,
em Lages/SC 

📷 Parnamul / Divulgação
Cada uma das sete trilhas ecológicas do Parque Natural Municipal João José Theodoro da Costa Neto (Parnamul) possui uma cor de identificação, primeiramente feita no ano passado, uma atividade de parceria entre a Secretaria de Serviços Públicos e Meio Ambiente e acadêmicos do Centro de Ciências Agroveterinárias (CAV), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), coordenados pelo professor Ricardo Kilca. Com o passar do tempo, as fitas desbotam e acabam caindo no chão ou são retiradas. Na semana passada a remarcação foi iniciada, com fitas novas e cores chamativas para sinalizar os trechos e orientar os visitantes aos finais de semana sem presença de guia na hora para acompanhamento.

Assim podem cumprir as trilhas com mais segurança e sem se perder, facilitando o passeio e exploração sem incômodos. “Uma dica que a gente sempre dá às pessoas que não têm o guia é para cuidarem para não sair das trilhas e olhar a fita: Se estiver amarrada em uma árvore do lado direito é sinal de que estão entrando numa trilha e se enxergarem a fita no seu lado esquerdo significa que estão saindo dela”, aconselha a bióloga da Secretaria do Meio Ambiente, Michelle Pelozato.

As marcações estão sendo feitas por estagiárias do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária do CAV - Camila Goulart, Camila Cunha e Jordana Xavier, com coordenação do guia do Parque Natural, Sandro Oliveira. O Parque Natural conta com sete trilhas georreferenciadas, variantes em tamanho e grau de dificuldade, e compõem um mapa fixado ao lado da sede administrativa, no bairro São Paulo.

Na Unidade de Conservação da biodiversidade já foi identificada a presença de 168 espécies de pássaros, nove de répteis, 21 mamíferos e 98 espécies de plantas. Destacam-se as seguintes espécies ameaçadas de extinção: Animais - papagaio de peito roxo, sebinho peito camurça, negrinho da mata e bugio, e as plantas araucária, imbuia e xaxim. Consiste em uma Unidade de Conservação de Proteção Integral, criada através da Lei nº: 59, de 1997. Possui uma área de 234,42 hectares. No Facebook, mais informações na página “Parque Natural Municipal”.

O Parque é aberto de segunda a segunda-feira e para visitação com guia é necessário agendamento por telefone: 3223-8716. Durante os dias úteis da semana há funcionários que irão prestar atendimento. É uma opção gratuita de diversão e de aquisição de conhecimento.

Mascote do Parque

Na página do Facebook é possível aos internautas podem votar escolhendo o animal preferido para ser o mascote do Parnamul: Bugio, curucaca, mão-pelada e ouriço-cacheiro, popularmente conhecidos na Serra Catarinense e que habitam o Parque.