Homens e mulheres na faixa etária de 30 a 70 anos, contudo, também podem participar crianças e adolescentes acompanhados de um responsável.

Por DANIELE MENDES DE MELO da ASCOM PML,
em Lages/SC 

📷 Divulgação

Desde o dia 1º de fevereiro deste ano está em desenvolvimento o Projeto Saúde na Medida Certa na Atenção Básica à Saúde, promovido pelo Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf), em parceria com as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) dos bairros São Pedro, Santa Helena, Promorar/Bela Vista e Petrópolis, cujos moradores são os participantes beneficiados pela proposta. São mais de 100 usuários contemplados, pertencentes às áreas de abrangência das Unidades de Saúde dos referidos bairros. Homens e mulheres na faixa etária de 30 a 70 anos, contudo, também podem participar crianças e adolescentes acompanhados de um responsável.

O Projeto iniciou em fevereiro por iniciativa Nasf 4 sob a coordenação do educador físico, Marcos de Souza, com participação da nutricionista Viviane Krebs e a atuação das psicólogas Karen Pereira e Ana Cristina Carvalho, e da assistente social, Simone Santos, bem como o apoio de quatro estagiárias da graduação em Nutrição. Proporcionar a comunidade do território atendida pelo Nasf 4 um programa motivacional de mudança de hábitos e atitudes com relação à alimentação saudável e a prática da atividade física é o mote desta mobilização.

Os encontros são realizados no bairro São Pedro no salão da Igreja Católica do bairro, das 9h às 10h30min; no bairro Santa Helena acontecem no salão da Igreja Pentecostal, das 9h às 10h30min; no bairro Promorar/Bela Vista são realizados na Unidade de Saúde, das 8h30min às 10h, e no bairro Petrópolis no salão da Igreja Católica, das 9h às 10h30min todas as sextas-feiras.

O método de trabalho deste Projeto consiste em uma abordagem motivacional semanalmente com os participantes, apresentando temas de forma concisa, como a alimentação saudável, prática sistemática de exercícios físicos e atividade física, metas individuais de peso corporal ideal para estatura, importância do sono para a saúde, estresse, ansiedade, meditação e medidas antropométricas, além das sessões de auriculoterapia (técnica antiga que serve para tratar até 200 sintomas do corpo através de vasos e canais situados na orelha, promove alívio das dores, enxaqueca, trata a insônia e também problemas e disfunções de caráter psicológico), oportunidades para ser mais ativo, gasto calórico, alimentos ricos em fibras e valor energéticos dos alimentos.

Não há intervenção deste grupo em outros bairros. “O que acontece é que estes grupos têm início, meio e fim, ou seja, são desenvolvidos em quatro meses no primeiro semestre de 2019, e serão abertas novas turmas para o segundo semestre. Aquelas pessoas que têm interesse podem deixar seu nome e contato na recepção da Unidade Básica de Saúde da região onde mora, para iniciar no Projeto no segundo semestre”, explica Marcos de Souza.

Sobre a repercussão do Projeto, chegado ao terceiro mês os profissionais perceberam resultados com significativa satisfação na melhoria dos usuários em componentes ligados à saúde, como diminuição do peso corporal; maior resistência física; força, disposição para atividades da vida diária, de atividade física e social; evoluções nos hábitos alimentares; redução do consumo de produtos industrializados, sal, açúcar e gorduras; diminuição de quadros de depressão e ansiedade, e sentimentos de gratidão, cooperação e amizade entre os colegas de grupo e os profissionais da saúde. “Como profissionais estamos muito satisfeitos com os resultados parciais que estamos observando nos grupos de Saúde na Medida Certa”, complementa Marcos de Souza.