O jogo foi equilibrado e de belos gols, melhor para o Bahia que estreou com vitória.

Por LANCE!,
em Salvador/BA

📷 Walmir Cirne / COOFIAV

A Arena Fonte Nova foi palco de um dos jogos mais animados da primeira rodada do Campeonato Brasileiro de 2019. Neste domingo, com direito a cinco gols, Bahia e Corinthians fizeram uma partida equilibrada, onde o time de Salvador levou a melhor: 3 a 2. O jogo também foi marcado por belos gols, dos dois lados.

O Corinthians volta a campo na quarta-feira para encarar a Chapecoense, na Arena Itaquera, às 16h, pela segunda rodada. Na quinta, o Bahia visita o Botafogo no Nilton Santos, às 20h.

Pressão do Bahia

Bahia começou o jogo seguindo o script da cartilha de Roger Machado: marcando em cima e buscando o ataque. O Corinthians, recuado, tinha dificuldades para sair jogando. Com menos de 1 minuto de jogo, a primeira oportunidade de gol. Após Moisés cruzar da esquerda, Nino achou Ramires dentro da área, pela direita. O meia chutou cruzado e Fernandão conseguiu aproveitar, mas Cássio fez a defesa.

Fernandão pede pra sair

O atacante Fernandão era o jogador mais destacado do Bahia nos primeiros minutos. Inclusive, após fazer uma bela jogada em cima de Ramiro, com direito a caneta, levou a torcida à loucura na Fonte Nova. Porém, em disputa no alto, acabou levando a pior e teve que pedir atendimento médico. O jogador até colocou gelo na região, mas, devido ao inchaço, teve que ser substituído para a entrada de Gilberto.

VAR em ação

Aos 32 minutos, o árbitro assistente de vídeo foi acionado. Nino Paraíba recebeu em profundidade de Pedro Henrique, deixou Carlos Augusto para trás e caiu na área depois do contato com o zagueiro corintiano. Wilton Pereira Sampaio mandou seguir, mas o VAR entrou em ação. No entanto, mesmo após revisar o lance, o árbitro manteve-se convicto quando à marcação inicial e o jogo seguiu normalmente.

Fim do primeiro tempo eletrizante

Devido à paralisação para a revisão do possível pênalti do Bahia, Wilton Pereira Sampaio deu mais quatro minutos de acréscimos. E foram justamente nesse período que os gols saíram. O Corinthians tinha criado poucas oportunidades, e o goleiro Anderson parecia mero figurante. Só parecia. Aos 47 minutos, Ramiro avançou pela direita e cruzou para Pedrinho. Próximo à meia lua, o atacante dominou, ajeitou para a perna esquerda e deu uma finalização seca, de canhota, à esquerda de Anderson para abrir o placar. O 30º gol do Corinthians na temporada, o segundo de fora da área. A resposta do Bahia, contudo, foi rápida. Aos 49, Nino Paraíba cruzou para a área e Arthur Caíke apareceu para completa. Cássio até chegou a tocar na bola, mas não evitou o tento.

Carille coloca Love

A tônica da etapa final não foi muito diferente nos primeiros 20 minutos. Não á toa, Fábio Carille, percebendo da necessidade de colocar mais um homem de frente para acompanhar Boselli, optou por substituir Pedrinho e colocar Vagner Love. Mas taticamente não houve mudança. O treinador manteve o 4-1-4-1, com Sornoza ajudando Ralf na saída de bola e Love atuando no auxílio a Boselli.

Três gols em 15 minutos

O empate parecia que marcaria as estreias de Bahia e Corinthians no Brasileirão. Até porque, as duas equipes vinham se defendendo bem e congestionando a grande área. Mas aí os 15 minutos finais reservaram uma chuva de gols. O time de Salvador mudou a postura de ataque e começou a apostar nas ligações diretas da defesa ao ataque. Deu certo. Aos 30 minutos, Gilberto recebeu em velocidade pela esquerda, cruzou na área e Artur se adiantou à marcação para bater firme de canhota e vencer Cássio. O gol enlouqueceu a Arena Fonte Nova. Aos 38, o xeque mate. Antes do meio-campo, Ramires fez o lançamento para Rogério, que aproveitou a linha defensiva alta do Corinthians. Ralf até tentou cortar, mas furou. O atacante baiano saiu cara a cara com Cássio, adiantado, e tocou por cima do goleiro para marcar um golaço. Aos 50 minutos, Clayson ainda marcou um belo gol para diminuir o placar. Ele recebeu na esquerda, deixou a marcação para trás e chutou no ângulo de Anderson. Não deu tempo para mais nada. Fim de papo, festa na Fonte Nova e triunfo merecido do time de Roger Machado na primeira rodada do Brasileirão.

FICHA TÉCNICA
BAHIA 3X1 CORINTHIANS

Estádio: Arena Fonte Nova, em salvador (BA)
Data/Hora: 28/04/19, às 16h (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO) - Nota LANCE!: 6,5, foi bem nos cartões e não influenciou no resultado.
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (GO) e Bruno Raphael Pires (GO)
Árbitro de vídeo: Andre Luiz de Freitas Castro (GO)
Público / Renda: 29.294 pagantes/R$ 804.545,00
Cartões amarelos: Cássio, Fagner, Carlos Augusto e Boselli (COR); Nino Paraíba (BAH).

BAHIA: Anderson; Nino Paraíba, Ernando, Lucas Fonseca e Moisés; Elton, Gregore e Ramires (Nilton 40'/2º T); Artur, Fernandão (Gilberto 23'/1º T) e Arthur Caíke (Rogério 25'/2º T). Técnico: Roger Machado.

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Manoel, Pedro Henrique e Carlos Augusto; Ralf; Ramiro (Matheus Vital 31'/2º T), Pedrinho (Vagner Love 21'/2º T), Sornoza (Jadson 42'/2º T) e Clayson; Boselli. Técnico: Fábio Carille.