Equipe comandada por Abel Braga venceu cruz-maltino em jogo no Estádio Nilton Santos.

Por OGOL.COM.BR,
em Rio de Janeiro/RJ

📷 Arrascaeta foi titular e deu assistência para Bruno Henrique em um dos gols da vitória do Flamengo na final do Estadual. (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)
Com dois gols de Bruno Henrique, o Flamengo venceu o Vasco por 2 a 0, no Engenhão, e abriu boa vantagem na decisão do Campeonato Carioca. 

O jogo decisivo, no próximo fim de semana, será no Maracanã, e os rubro-negros terão a vantagem de perder até por um gol de diferença para levantar o caneco.

Vasco fechado

Abel Braga escalava um Flamengo sem Diego. O treinador optou por De Arrascaeta, pelo bom momento do uruguaio. Na frente, Gabriel Barbosa ficava de um lado, Éverton Ribeiro do outro e Bruno Henrique atuava centralizado. 

A primeira chance do clássico esteve com o "centroavante" Bruno Henrique, mas o atacante não deu em bola na área. A resposta vascaína veio em chute de fora de Yago Pikachu, mas a pressão era flamenguista. 

Marcando alto, o Fla conseguia dificultar a saída de bola do rival e, quando com a bola, conseguia penetrar mais. Já o Cruz-Maltino tentava sair rápido do sufoco e, quando chegava próximo da área, arriscava. 

Só que o primeiro tempo foi de muitos erros. Os flamenguistas até erravam menos e conseguiam ter o controle do jogo, mas tiveram poucas chances de marcar. 

Perto do intervalo, a equipe da Gávea se manteve no campo de ataque por alguns minutos. A melhor oportunidade veio praticamente no último lance: Éverton Ribeiro soltou uma bomba e Fernando Miguel fez bela defesa. 

Bruno Henrique dá vantagem

O Flamengo manteve a pressão na volta do intervalo. Apostando na bola pelo alto, chegou perto do gol aos dois minutos, quando Gabigol ganhou da defesa e mandou bola perto da trave. Rodrigo Caio foi outro a assustar em cabeçada. 

A resposta vascaína foi também na bola pelo alto. Marrony completou cruzamento e a bola subiu, caindo no travessão de Diego Alves. O clássico esquentava. 

De Arrascaeta apareceu para o jogo aos oito minutos, e descolou bom passe para Bruno Henrique. O atacante finalizou na área, mas Fernando Miguel fechou o espaço. 

A pressão surtiu efeito ainda antes dos dez minutos. Mais um levantamento na área, e a zaga vascaína afastou mal. A bola sobrou para Bruno Henrique, que mandou para a rede. 

Mesmo depois do gol, os rubro-negros seguiam muito superiores em campo. O Vasco errava muito, e poderia ter sofrido o segundo aos 22, quando Bruno Henrique mandou para dentro. O lance foi confuso: um primeiro chute flamenguista foi cortado para Werley e, na sobra, o atacante rubro-negro mandou para dentro. Os flamenguistas contestaram que o toque do zagueiro iniciou um novo lance, mas o árbitro, olhando o vídeo, anulou o gol. 

Não houve problema: Bruno Henrique respondeu com outra bola na rede. De Arrascaeta ganhou jogada na esquerda e mandou para o meio. Fernando Miguel cortou, mas Bruno Henrique marcou na sobra e não teve VAR para anular. 

Sorte dos vascaínos que o jogo não demorou muito para acabar. Os rubro-negros ainda chegaram perto do terceiro gol, mas o apito final confirmou o 2 a 0.