Canteiro de obras dos dois blocos e do pavimento do Calçadão da Praça João Costa tem movimento intenso de trabalho


“Presencialmente é possível ver as obras em pleno andamento e comprovar que não há retrocessos ou atrasos, pelo contrário, diversas fases sendo realizadas paralelamente.”, - Antonio Ceron.

Por DANIELE MENDES DE MELO da ASCOM PML,
em Lages/SC    

📷 Toninho Vieira / ASCOM PML

Os trabalhadores da empresa Terra Engenharia estão em trabalho intenso nas obras de revitalização do Centro, mais especificamente no Calçadão da Praça João Costa. Três etapas acontecem simultaneamente: Finalização da edificação do primeiro bloco, início do segundo bloco e pavimentação do espaço ao ar livre. Os três tipos de atividades são desenvolvidos ao mesmo tempo para que não haja atrasos. O estágio atual dos serviços foi supervisionado pelo prefeito Antonio Ceron na tarde desta sexta-feira (26 de abril), acompanhado do secretário do Planejamento e Obras, João Alberto Duarte, por engenheiros civis e arquitetos da prefeitura, e pelos os sócios empresários da Terra, Flávio Tutida e Leonardo Milioli Tutida.

O primeiro combinado na fase inicial das obras foi a solicitação, pelo Município, de que a terceirizada estabelecesse prioridade na Praça em si, porém, o conjunto de melhorias aos arredores compreende a modernização da Praça João Costa, Calçadão Túlio Fiúza de Carvalho e as ruas Nereu Ramos, Correia Pinto e Coronel Córdova. “Presencialmente é possível ver as obras em pleno andamento e comprovar que não há retrocessos ou atrasos, pelo contrário, diversas fases sendo realizadas paralelamente”, pontua o prefeito Antonio Ceron.

A estrutura do bloco A, de pavimento térreo, já está pronta, onde estarão instaladas cafeteria, revistaria, livraria, central de informações turísticas, posto da Polícia Militar (PM) com videomonitoramento e banheiros públicos. Na próxima semana serão iniciados os serviços de fundação do bloco B, que terá dois andares, abrigando palco cultural, camarim de artistas, ambiente para exposições artísticas, espaço gourmet e banheiros.

O piso em concreto que será implantado em quase a totalidade da Praça está com 60% prontos. Por cima do concreto será depositada pedra basáltica, com intervenção de piso em briquet intertravado em algumas partes e em outras será aplicado paver, portanto, um processo mais demorado em razão da complexidade. Da Praça, isoladamente, cerca de 50% estão prontos. A estátua de corpo inteiro do ex-presidente da República, Nereu Ramos, e o busto do ex-governador de Santa Catarina, Aristiliano Ramos, serão mantidos, são patrimônios culturais, bem como todos os demais monumentos. No espaço do Calçadão Túlio Fiúza de Carvalho não haverá edificações, mas sim piso no sistema de pedra basáltica ou briquet ou paver, em outros lugares piso emborrachado nos lugares reservados para parquinhos de diversão para crianças.

De acordo com o fiscal da obra, pela Secretaria do Planejamento e Obras, Franco Mendes, supervisor dos trabalhos entre duas e três vezes semanais pelo menos, as obras transcorrem normalmente dentro do prazo de 18 meses para conclusão, pois iniciou em janeiro de 2019. E na eventualidade de atrasos, a empresa pode acelerar os serviços colocando mais operários no canteiro. A eventualidade de intempéries meteorológicas está normalmente prevista e registrada nas considerações quando estipulado orçamento e criado o planejamento de tempo de execução.

As vias do Centro

As ruas Nereu Ramos, Correia Pinto e Coronel Córdova serão modificadas arquitetonicamente. Serão feitas novas redes de drenagem pluvial e de drenagem com tubulação subterrânea de saneamento básico, mudança do estilo de estacionamento, passeios públicos (calçadas), pavimentação em briquet e em pedra basáltica, iluminação pública, colocação de bancos, arborização e paisagismo. As melhorias serão consolidadas em parte da rua Correia Pinto (desde a esquina com a rua Aristiliano Ramos) e nas ruas Nereu Ramos e Coronel Córdova. 

Aditivo contratual

Houve um primeiro pedido de aditivo por parte da empresa, cuja justificativa é que a fundação prevista para os dois blocos inicialmente pelo projeto era no estilo radier (lajes de concreto armado em contato direto com o terreno que recebe as cargas provenientes dos pilares e paredes da superestrutura e descarregam sobre uma grande área do solo), projeto terceirizado com empresa especializada de Florianópolis e sem intervenção da prefeitura, em que o documento ficou pronto durante a atual administração. No entanto, a Secretaria do Planejamento e Obras procedeu a análise e concluiu, juntamente ao estudo do solos, que este estilo de fundação não seria o adequado por conta do tipo de solo do Calçadão da Praça João Costa, solo mole com presença de lençol freático, cenário não previsível no projeto, somente visível no momento da interferência local.

Então houve substituição para evitar transtornos futuramente, a exemplo de trincas que poderiam surgir na estrutura. No bloco A foi implantado bate-estaca, e no bloco B será com hélice contínua, para evitar o surgimento de trincas e rachaduras, inclusive nas paredes dos prédios próximos. Não houve nenhum atraso no andamento das obras por esta decisão.

Bate-estaca é o método no qual se fincam estacas no solo, que podem ser pré-moldadas em concreto, madeira ou metal. Hélice contínua significa estaca de concreto moldada no local, cuja perfuração consiste na introdução de um trado helicoidal no terreno até a profundidade do projeto de fundações. Finalizada a perfuração, o concreto é lançado através do tubo metálico, simultaneamente com a retirada do trado. A diferença de valores na fundação não alcança R$ 200 mil, lembrando que a obra inteira custará R$ 13 milhões, através de convênio entre o Governo do Estado e a prefeitura.




Canteiro de obras dos dois blocos e do pavimento do Calçadão da Praça João Costa tem movimento intenso de trabalho Canteiro de obras dos dois blocos e do pavimento do Calçadão da Praça João Costa tem movimento intenso de trabalho Reviewed by Lages Diário on abril 26, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.