Com grandes defesas de Vanderlei, equipe comandada por Sampaoli estreia com vitória fora de casa.

Por VINÍCIUS FAUSTINI do LANCE!,
em Porto Alegre/RS 

📷 Reprodução / Twitter
Não faltou intensidade ao Santos para dar seu pontapé inicial com vitória no Brasileirão. Após um primeiro tempo no qual foi cirúrgico para marcar com Eduardo Sasha e Felipe Jonathan, o Peixe contou com uma postura aguerrida e a atuação brilhante de Vanderlei para assegurar uma vitória por 2 a 1 sobre o Grêmio em plena Arena (Everton diminuiu para os gremistas para os acréscimos), em jogo movimentado na manhã neste domingo.

Na próxima rodada, o Imortal mede forças com o Avaí, na Ressacada, nesta quarta-feira, às 19h15. Já o Peixe volta a campo nesta quinta-feira, contra o Fluminense, às 19h15, na Vila Belmiro.

Colocando para dançar!Nem atuar com uma equipe mista tirou o embalo do Santos. Logo aos cinco, Jean Lucas matou no peito e serviu Eduardo Sasha, que finalizou de primeira para a rede. Diante de um Grêmio fora de compasso, os santistas ainda assustaram em tentativas de Sasha e Jean Mota.

Grêmio tenta e Santos amplia

O Tricolor gaúcho aumentou a intensidade de suas investidas, mas penou para entrar na área. Jean Pyerre encheu o pé e Vanderlei salvou. O camisa 1 ainda foi providencial ao parar finalização de Leonardo. No entanto, o Santos foi cirúrgico: Paulo Victor saiu mal em cobrança de escanteio, Felipe Jonathan aproveitou cochilo de Alisson e encheu o pé para ampliar a vantagem.

VAR frustra a Arena

A frustração gremista pela etapa inicial na Arena ficou ainda maior. Cortez encontrou brecha pela esquerda e serviu André, que completou para o gol. Porém, o árbitro Bruno Arleu de Araújo, que já invalidara a jogada, ratificou sua decisão, amparada pelo VAR: o lateral estava impedido quando deu passe.

Ataque contra defesa

Voltando do intervalo com Alison no lugar de Jean Mota, o Santos até ensaiou que manteria seu ímpeto quando Felipe Jonathan exigiu Paulo Victor e Jean Lucas desperdiçou chance clara. Contudo, a mudança drástica de Renato Gaúcho trouxe tensão ao Peixe: com as entradas de Diego Tardelli e Luan, o Grêmio passou a atuar com quatro atacantes e rondar a área santista.

Vanderlei se desdobra e garante triunfo 

Enquanto a equipe de Jorge Sampaoli desperdiçava contra-ataques, o Tricolor gaúcho, aos trancos e barrancos, fazia Vanderlei se consagrar. O camisa 1 salvou conclusões de Tardelli, André, Luan e Everton. Além disto, teve calafrios quando Victor Ferraz quase marcou contra e Felipe Vizeu (novo atacante lançado) perdeu gol na pequena área. Na reta final, sobrou reflexo ao goleiro: após parar uma tentativa de letra de Diego Tardelli, Vanderlei fez nova intervenção em conclusão de André. O camisa 90 ainda deu uma bicicleta na trave. Vanderlei só não pôde evitar quando Everton recebeu de Maicon, desvencilhou-se da marcação e bateu rasteiro. Mesmo assim, o triunfo estava assegurado.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 1x2 SANTOS

Data-Hora: 28-04-19 - 11h
Estádio: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ) Nota L!: 6,0 - Mostrou segurança ao anular o gol de André. Porém, podia ser mais rigoroso em alguns cartões.
Assistentes: Rodrigo Correa (FIFA) e Thiago Henrique Neto (RJ)
Árbitro de vídeo: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)
Público / Renda: 32.318 pagantes (34.291 presentes) / R$ 1.371.049,00
Cartões amarelos: Maicon, Kannemann, Matheus Henrique (GRE), Alison, Diego Pituca, Derlis González (SAN)
Cartão vermelho: Derlis González (SAN), após o fim do jogo
Gols: Eduardo Sasha, 5, 1º T (0-1), Felipe Jonathan, 34, 1º T (0-2) e Everton, 47, 2º T (1-2)
GRÊMIO: Paulo Victor; Leonardo, Pedro Geromel, Kannemann e Cortez (Felipe Vizeu, 28, 2º T); Maicon, Matheus Henrique, Jean Pyerre (Luan, 16, 2º T) e Alisson (Diego Tardelli, 5, 2º T); Everton e André. Técnico: Renato Gaúcho

SANTOS: Vanderlei; Felipe Aguilar, Lucas Veríssimo e Gustavo Henrique; Victor Ferraz, Diego Pituca, Jean Lucas (Carlos Sánchez, 35, 2º T), Jean Mota (Alison, intervalo) e Felipe Jonathan; Eduardo Sasha (Derlis González, 22, 2º T) e Soteldo. Técnico: Jorge Sampaoli