A despedida de Claiton e as boas-vindas para João Alberto aconteceram juntamente à equipe técnica e administrativa da Secretaria nesta sexta-feira (22).

Por DANIELE MENDES DE MELO da ASCOM PML,
em Lages/SC 

📷 Toninho Vieira / ASCOM PML

Depois de dois anos e dois meses, o engenheiro civil Claiton Bortoluzzi de Oliveira deixa o cargo de secretário à frente da pasta de Planejamento e Obras do município ao decidir se dedicar novamente a sua função de origem no Governo do Estado, como servidor efetivo, da qual estava licenciado desde que aceitou o convite do prefeito Antonio Ceron para compor o colegiado da administração municipal. Claiton será um dos membros do grupo técnico de Planejamento, Fazenda e Infraestrutura do Governo. O ex-secretário executivo da extinta Agência de Desenvolvimento Regional (ADR), João Alberto Duarte, substitui Claiton desde esta sexta-feira (22 de março).

A nomeação foi assinada pelo prefeito Antonio Ceron na tarde desta sexta-feira, bem como a exoneração de João Alberto do cargo de diretor de Resíduos Sólidos da Secretaria Municipal de Águas e Saneamento (Semasa), função que terá o novo responsável anunciado na próxima segunda-feira (25 de março).

A despedida de Claiton e as boas-vindas para João Alberto aconteceram juntamente à equipe técnica e administrativa da Secretaria do Planejamento e Obras. Todos os servidores expressaram suas considerações a ambos.

João Alberto se integra ao colegiado devido ao seu conhecimento e experiência na máquina pública. “Tem minha total confiança para desempenhar as funções e sei que irá respeitar a quem critica, mas principalmente aos 170 mil habitantes de Lages que esperam muito de nós, para que possamos reverter esse pessimismo que se planta e, na realidade, é irreal”, argumentou o prefeito Ceron.

João Alberto respondeu ser uma missão difícil, “mas que enfrentaremos com coragem e trabalho. Para mim foi uma grata surpresa. O prefeito está me creditando esta pasta e pode contar com minha disponibilidade para prestar os serviços da melhor forma. Conto com todos vocês, meus novos colegas de trabalho”.

João Alberto é gaúcho de Barracão (RS), tem 59 anos e é formado em Ciências Sociais. Entre 1980 e 1982 atuou como assessor de gabinete na administração do ex-prefeito de Lages, Dirceu Carneiro; morou em Brasília no período em que Dirceu Carneiro foi deputado federal e senador; de 2000 a 2006 foi secretário do Meio Ambiente na gestão do ex-prefeito Raimundo Colombo; assessor do ex-senador Raimundo Colombo no mandato de 2007 a 2010; vereador em Lages de 2012 a 2016; assessor no Governo do Estado na gestão de Colombo, e de 2014 a 2018 foi secretário executivo da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) da região de Lages.

Claiton carimbou Lages com seu trabalho dinâmico

O engenheiro civil Claiton é lageano, tem 41 anos e é pós-graduado em Planejamento Urbano. Desde formado, atuou nas áreas de planejamento urbano e trânsito na prefeitura de Blumenau. Após trabalhou em empresas. No Exército Brasileiro permaneceu por oito anos como engenheiro e oficial - 1º tenente, envolvido em grandes obras no Sul do país, como Rio Grande (RS), porto de Imbituba e no cais do porto de São Francisco do Sul, e expandiu sua capacidade de trabalho exercitando a profissão em rodovias do Estado de São Paulo.

Em seguida Claiton se tornou servidor concursado no Governo do Estado, com estabilidade pelo Instituto do Meio Ambiente (IMA), antiga Fundação do Meio Ambiente (Fatma). Primeiramente atuou na Secretaria de Planejamento, acompanhando a execução das obras do Pacto por Santa Catarina em rodovias e hospitais. Após ocupou o cargo de secretário adjunto estadual da Infraestrutura, e na sequência foi assessor direto do Deinfra, oportunidade de participar de obras de envergadura, como da ponte Hercílio Luz e de estradas Santa Catarina afora. Em 2017 ariscou uma nova empreitada na prefeitura de Lages, contribuindo com sua cidade natal.

Claiton Bortoluzzi preparou um portfólio de feitos que deixará para Lages: Plano Diretor novo e moderno para os próximos dez anos; legislação de regularização de imóveis; Lei dos Condomínios; Estudos de Impacto de Vizinhança (EIV); regulamentação para implantação de novos loteamentos; Lei das Calçadas praticamente pronta; inovação da prova digital, já em processo licitatório; financiamento junto ao Finisa, no valor de R$ 50 milhões para pavimentação de ruas; mais de 100 projetos prontos de pavimentação asfáltica; revitalização do Mercado Público e do Centro, e planejamento para a execução de futuras obras.

Ceron rebuscou na história os critérios de definição pelo nome de Claiton para assumir o grande desafio de comandar a infraestrutura de Lages neste período. “Eu me ative à trajetória do Claiton e tive uma conversa com o então governador Raimundo Colombo. Tínhamos uma série de questões enroscadas em Lages para resolver e reformulações a fazer, como os Complexos Ponte Grande e Araucária, além de Unidades Básicas de Saúde, UPA (que passou pela agonia da iminência da devolução de recursos financeiros ao Ministério da Saúde) e unidades de Educação estruturantes que pediam nossa atenção imediata e urgente. Conheço sua capacidade de planejamento e de oferecer solução”, analisou o prefeito, ao lembrar que Claiton manifestou o desejo de retomar sua carreira profissional em Florianópolis, no Governo do Estado, como servidor efetivo do quadro do IMA. “Tenha em Lages um reconhecimento pela dedicação, empenho, apoio e desenvoltura e do quanto você fez para equacionar as questões pontuais e gerais, estas do dia a dia. Claiton é uma marca de cidadão do bem, amigo, responsável, sensível”, completou o prefeito.

“À equipe de colaboradores eu deixo meu reconhecimento ao trabalho e profissionalismo, pois a demanda sempre é maior que a nossa capacidade de entrega. Ao prefeito exponho minha gratidão e por ter me ajudado a perseverar. Saio com a certeza da missão cumprida e do comprometimento com a população de Lages. Fiz o meu melhor. Deixo minha marca”, desabafou Claiton à equipe de engenheiros civis, arquitetos e técnicos, visivelmente emocionado.