Fábrica de caminhões
Colombo e Elizeu assinam edital para execução da terraplanagem na Sinotruk
Cerimônia ocorreu nesta sexta-feira (24), na Associação Empresarial de Lages (ACIL)

Do LD, com informações da SDR Lages

Foto: Fábio Ramos / SDR Lages 
O governador Raimundo Colombo e o prefeito de Lages, Elizeu Mattos, lançaram nesta sexta-feira (24) o edital para a execução dos serviços de terraplanagem do terreno onde será instalada a fábrica chinesa de caminhões Sinotruk. O total de investimentos é de R$ 6 milhões que serão repassados à Prefeitura de Lages. Acompanharam o ato o presidente da SC Parcerias (SCPar), Paulo César da Costa; e o diretor-geral da Sinotruk Brasil, Joel Anderson.

– Uma fábrica de caminhões com essas dimensões vai contribuir muito para o desenvolvimento de toda a região. É um novo setor econômico que se agrega e desenvolve um potencial extraordinário, e é isso que queremos para a região, destacou o governador.

Com o edital, as empresas poderão apresentar suas propostas para em 30 dias, iniciar as obras no terreno. A fábrica chinesa de caminhões será implantada dentro do Parque Industrial da Serra Catarinense (Pisc), na localidade de Índios, que possui aproximadamente 1,7 milhão de metros quadrados.

– Os serviços de terraplanagem serão executados nos 200 mil metros quadrados onde será construída a Sinotruk, explicou Paulo César da Costa.

Segundo ele, esse é mais um passo e para a reta final.

– Uma montadora de veículos, nesse caso de caminhões, está inserida em um grande complexo automotivo que gera, além da renda e empregos de boa qualidade, a tecnologia e a cadeia produtiva de fornecimento em termos de serviços e autopeças. Importante para gerar riqueza e acelerar muito a participação de tributos na nossa região, completo Costa.

A empresa pretende iniciar com uma produção experimental no primeiro semestre de 2016 e no segundo semestre com a produção comercial. A produção anual da planta vai começar com 400 caminhões montados por turno, com capacidade para chegar em cinco mil veículos por ano.

Para o prefeito de Lages, Elizeu Mattos, é o início concreto de um processo, que coloca Lages na indústria automobilística, com a instalação da Sinotruk.

– Os investimentos são altos e hoje lançarmos, com alegria, esse edital. Para a cidade é um grande fator de desenvolvimento que somente nesse primeiro momento vamos gerar trabalho para movimentar cerca de 333 mil metros cúbicos de terra, disse Elizeu.

PISC

Situado no distrito de Índios, será um complexo destinado à produção industrial, realização de pesquisas e desenvolvimento de tecnologia, sendo que a produção de veículos motorizados é, em um primeiro momento, o vetor norteador do parque. Dentro do parque, haverá outras dezenas de empresas, que juntas formarão um parque industrial e tecnológico do Estado.

Sinotruk

A fábrica em Lages será a primeira unidade da Sinotruk fora da China. A China National Heavy Duty Truck Group Corporation (CNHTC), dona da marca Sinotruk, foi constituída na China em 1935. No início da década de 1980, adquiriu tecnologia de motores Steyr, formando também outras parcerias com grandes empresas do setor automotivo.

A Elecsonic, constituída em 2009 por sócios brasileiros, todos do setor automotivo, conhecida como Sinotruk Brasil, é a importadora de caminhões chineses. A empresa está localizada na cidade de Campina Grande do Sul, na região metropolitana de Curitiba (PR). Para construção da fábrica brasileira, criou-se uma join venture (associação de empresas para explorar o negócio sem perder personalidade jurídica), com a participação das empresas CNHTC e Elecsonic, além do próprio Governo do Estado de Santa Catarina, por meio da SC Parcerias.

A join venture foi habilitada no Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica e Adensamento da Cadeia Produtiva de Veículos Automotores (Inovar-Auto), do governo federal. Com a medida, a empresa terá direito a benefícios como descontos no pagamento do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para os veículos produzidos no Brasil. Em contrapartida, a montadora deverá usar um percentual mínimo de peças nacionais.

O prazo máximo para a empresa concluir as obras e iniciar a produção, sem perder o direito aos benefícios, é de dois anos. Além do Inovar-Auto, a Sinotruk recebeu incentivos do Governo do Estado e a doação do terreno por meio de parceria entre Governo do Estado e Prefeitura de Lages.


Leia mais notícias de Economia acessando (http://www.lagesdiario.com.br/search/label/Economia). Curta-nos: Facebook e siga-nos no Twitter e Pinterest e adicione no WhatsApp +55 49 9965-5406