Morre turista gaúcho que caiu de costão na Guarda do Embaú, na Grande Florianópolis

Vítima de 30 anos foi atingida por onda e ficou entre o costão e a rebentação na tarde de domingo (18). Uma criança de nove anos e um adolescente de 17 anos também foram atingidos.

Por LD,
em Guarda do Embaú, Palhoça/SC

📷 Maurício Santos / Lages Diário

Morreu nas primeiras horas desta segunda-feira, 19, o turista gaúcho de 30 anos que havia caído de um costão na Guarda do Embaú, em Palhoça, na Grande Florianópolis na tarde de ontem, domingo (18). Fábio da Silva Pacheco, de 30 anos, natural de Porto Alegre, estava internado no Hospital Universitário (HU), em Florianópolis, desde a tarde de domingo quando chegou à unidade em um helicóptero do Corpo de Bombeiros.


Segundo informações de testemunhas, Fábio tirava fotos no local quando uma onda arrebentou nas pedras e acabou fazendo ele e mais dois menores, uma criança de nove anos e um adolescente de 17 anos, familiares da vítima fatal, escorregarem e caírem no mar. O Corpo de Bombeiros usaram uma moto aquática e conseguiram resgatar a criança e o adolescente que passam bem.

Fábio foi localizado posteriormente entre a rebentação e o costão, sendo resgatado apresentava quadro de parada cardiorrespiratória. Na areia as equipes dos Bombeiros e do Samu fizeram processo de reanimação que durou cerca de 35 minutos. Na sequência, a vítima foi encaminhada ao HU aonde chegou com um estado grave de afogamento e acabou não resistindo.

Atenção redobrada em costões

Ao longo de todo ano, mas especialmente na temporada de verão, o Corpo de Bombeiros de Santa Catarina alerta os banhistas, turistas e moradores sobre o perigo de caminharem sobre costões ao longo do litoral catarinense. O risco das ondas atingirem quem se arrisca por esses locais é potencializado em casos que há distração das pessoas, como em situações de registros de fotos, por exemplo. A corporação alerta para que evitem esses lugares e se porventura forem, fiquem atentos as condições do mar.




Nenhum comentário