Lages conquista selo do Ministério do Turismo


A obtenção do Selo+Turismo vai possibilitar a continuidade dos municípios nos Programas Regionais de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur), com acesso a fundo direcionados a obras públicas e privadas voltadas ao turismo.

Por ASCOM PML,
em Lages/SC

📷 Toninho Vieira / ASCOM PML 

Um grande passo rumo ao desenvolvimento do setor turístico em Lages e região foi dado nesta segunda-feira (19 de novembro). O Ministro do Turismo, Vinícius Lummertz, realizou a entrega oficial do Selo+Turismo para o município polo da Serra Catarinense. Urubici, Bom Jardim da Serra e Rio Rufino, potenciais vetores turísticos no interior do Estado, também receberam o selo. O evento foi realizado no auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), e contou com a presença de autoridades, empresários e lideranças ligadas ao setor.

O prefeito Antonio Ceron destaca que o turismo é uma das atividades econômicas mais consolidadas em Santa Catarina, e o selo veio para valorizar ainda mais o ramo. “Temos esse compromisso, de fortalecer o trabalho que foi iniciado e tornar nossa região ponto de visitação de turistas de todas as regiões”, diz.

A obtenção do Selo+Turismo vai possibilitar a continuidade desses municípios nos Programas Regionais de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur), com acesso a fundos direcionados a obras públicas e privadas voltadas ao turismo. Lages e os demais municípios que tiveram esta conquista irão ficar em evidência no que tange investimentos do Ministério do Turismo. “Os recursos serão investidos conforme as demandas locais, como infraestrutura urbana e rural, tendo como exemplo o projeto em andamento Caminho das Tropas, na Coxilha Rica, e outros pontos de visitação, como o Parque Natural e melhorias na sinalização turística urbana. A riqueza natural que nós temos é muito vasta, e merece ser explorada”, diz o executivo de Turismo de Lages, Luis Carlos Pinheiro.

Para o Secretário do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Mario Hoeller de Souza, o Marião, a conquista do selo dá um novo status na divulgação de Lages como município turístico. “Toda a região ganha, pois não se faz turismo sozinho. Está comprovado que a regionalização surte muito mais efeitos positivos. Precisamos fazer acontecer e firmar parcerias”, comenta.

Outro projeto em fase de planejamento é o “Rotas Cênicas da Serra Catarinense”, que pretende unir o potencial turístico de todos os municípios da Serra. “Desenvolvimento turístico é sistêmico, precisa de investimentos públicos, privados e financiamentos, e precisa da união de todos”, afirma o Ministro Lummertz, ressaltando ainda que a identidade histórica e cultural necessite ser preservadas. “Toda trajetória precisa ter estética e ser prazerosa aos visitantes, com arquitetura própria, rotas cênicas, urbanismo organizado e bom atendimento. As pessoas gostam da liberdade em poder caminhar com tranquilidade nos locais visitados. Perdemos um pouco disso, não temos mais consistência na linguagem e história dos nossos pontos turísticos, e o objetivo dos futuros projetos é resgatar e fomentar esta ideia”, destaca.

Plano de Desenvolvimento Turístico

Também foi assinado o termo de elaboração do Plano de Desenvolvimento Territorial Turístico da Serra Catarinense, cujo objetivo é fortalecer o modelo de gestão compartilhada entre os 18 municípios que compõem a Associação de Municípios da Região Serrana (Amures). O Plano deve receber recurso de aproximadamente R$ 300 mil para sua execução, através de emenda parlamentar da deputada federal, Carmen Zanotto.

Atualmente sete municípios serranos, com maior fluxo de turistas, contam com o selo, representando cerca de 40% da região. “Mais importante que ter o selo, foram os passos dados até se chegar a esta conquista, que é apresentar um turismo planejado e sustentável”, comenta a Assessora de Turismo da Amures e turismóloga, Ana Vieira.

Projetos em andamento na Serra

Durante o evento, foi apresentada a obra de infraestrutura turística na orla fluvial do reservatório Barra Grande, no Rio Pelotas. O projeto foi aprovado no Ministério do Turismo e está em fase inicial de execução. Atenderá os municípios de Capão Alto, Campo Belo do Sul, Anita Garibaldi e Pinhão da Serra (RS). Serão construídos piers e quiosques no entorno do lago, fomentando o lazer e a pesca esportiva.

Em Lages, outro projeto turístico de grande porte é a construção do Hotel Fazenda Cerro Azul, na Coxilha Rica. O projeto é considerado de luxo, uma iniciativa do empresário do setor da construção civil de Blumenau, Élvio Francisco Presa, alia a modernidade e conforto com a rusticidade da vida no campo, e deverá atrair turistas nacionais e internacionais.




Nenhum comentário