Guardas mirins vão a Atalanta e voltam ainda mais fascinados pelo universo da conservação dos recursos naturais


Neste Parque estão identificadas as espécies araucária, bracatinga, xaxim, ipê amarelo, araçá e guabiroba, entre outras, e em relação aos animais estão na lista a lontra, coruja e bugio, bem com outros nomes.

Por ASCOM PML,
em Lages/SC

📷 Divulgação
O grupo de 27 crianças e adolescentes do Projeto Guarda Mirim, do Parque Natural Municipal João José Theodoro da Costa Neto (Parnamul), viajaram até Atalanta, Capital Ecológica de Santa Catarina, localizada no Alto Vale do Itajaí, nesta terça-feira (27 de novembro), onde visitaram a sede da Associação de Preservação do Meio Ambiente e da Vida (Apremavi) e o Parque Natural Municipal da Mata Atlântica. No local, a turma assistiu a um vídeo institucional e conheceu os trabalhos da Apremavi os viveiros onde são cultivadas espécies de árvores nativas da Mata Atlântica, projetos de educação ambiental, de restauração das florestas e de recomposição da paisagem, cumpriu as trilhas ecológicas da Apremavi e do Parque da Mata Atlântica e visitou à cachoeira da Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) da Serra do Pitoco. Neste Parque estão identificadas as espécies araucária, bracatinga, xaxim, ipê amarelo, araçá e guabiroba, entre outras, e em relação aos animais estão na lista a lontra, coruja e bugio, bem como outros nomes.

A Mata Atlântica é um dos biomas mais ricos em biodiversidade do mundo e também o segundo mais ameaçado de extinção. Ao todo, 70% da população brasileira moram em seu domínio. A Mata Atlântica abriga quase mil espécies de aves, 370 espécies de anfíbios, 200 de répteis, 270 de mamíferos e cerca de 350 espécies de peixes. Infelizmente, contudo, a lista de animais em extinção entristece. “A viagem teve o objetivo de conscientização e de se conhecer outra Unidade de Conservação em outro município, com gestão feita também pela prefeitura, como acontece em Lages. Para os alunos observarem o acompanhamento das trilhas, o tamanho do Parque, as espécies nativas de fauna e flora encontradas. Enfim, o entendimento deste processo de gestão das Unidades de Conservação. Foi um passeio bem proveitoso, uma experiência bem bacana para eles. Os pais também estão bem felizes. As crianças contam as experiências vivenciadas nas aulas e nas saídas a campo. As viagens aumentam sua bagagem e fazem com que reflitam e percebam as belezas do nosso Parque, e sintam que Lages tem esta Unidade tão próxima do centro da cidade, de tão fácil acesso, sem custo para visitação, aberta de domingo a domingo”, esclarece a bióloga da Secretaria de Serviços Públicos e Meio Ambiente, Michelle Pelozato. A visita em Atalanta foi acompanhada por técnicos do Parnamul e por profissionais do Instituto José Paschoal Baggio (IJPB).

Formatura em 11 de dezembro

No final de outubro deste ano, os 30 alunos do curso de guarda ambiental mirim, que teve seu encerramento nesta quarta-feira, estiveram em Concórdia, no Oeste, em visita ao Parque Estadual Fritz Plaumann. A exploração faz parte das atividades do Projeto Guarda Mirim, em que estão previstas na programação duas saídas a campo. A formatura está marcada para dia 11 de dezembro.

Como é o Parque da Mata Atlântica?

O Parque Mata Atlântica foi decretado como uma Unidade de Conservação Municipal em 2000. Possui 54 hectares e está localizado em uma área onde no passado funcionava uma fecularia. Mantém disponível um centro de referência com recepção e auditório com capacidade para 100 pessoas, um museu denominado "Museu Histórico Municipal Wogeck Kubiack", com aproximadamente 400 peças em seu acervo na história da colonização de Atalanta, Mirante de onde se pode avistar a cachoeira com 41 metros de queda, duas trilhas em meio à Mata Atlântica, com acesso à Cascata Córrego do Rio Caçador com 18 metros, e a Cachoeira Perau do Gropp com 41 metros de queda.

O Parque é a primeira área pública oficialmente protegida do município. Horário de Funcionamento - Segunda a sexta-feira das 8h às 12h e das 13h às 17h. Aos sábados e domingos das 9h às 12h e das 14h às 17h.







Nenhum comentário