UBS do São Cristóvão promove saúde na terceira idade através da informação


O encontro, da equipe da UBS com o grupo de idosos da igreja do Sagrado, acontece na segunda quinzena, de cada mês.

Por ASCOM PML,
em Lages/SC

📷 Keltryn Wendland / ASCOM PML

Para promover a saúde, através da prevenção e da informação, a Unidade Básica de Saúde (UBS), que atende os bairros São Cristóvão e Sagrado Coração de Jesus, desenvolveu uma estratégia com foco na terceira idade. Uma vez ao mês, o grupo de idosos da igreja do Sagrado se reúne com os profissionais da UBS no salão paroquial para discutir um tema relacionado à saúde. A mediadora e responsável pelas discussões, é a médica de Família, Karine Bitencourt Gris. “São eles mesmos quem definem os temas. Além disso, também contribuem muito com suas experiências, duvidas e relatos durante as explanações. É muito gratificante”, destaca Karine.

Nesta quinta-feira (11 de outubro), aconteceu o terceiro encontro com o grupo, que discutiu os diferentes tipos de Demências. A abordagem do tema, amplo e complexo, iniciou com a apresentação de uma peça teatral, encenada pelas próprias Agentes de Saúde da UBS, Ana Paula da Silva, Patrícia Pera e Nilza Iris Palhano de Camargo. Caraterizadas com roupas e perucas para chamar a atenção dos expectadores, elas interpretaram os personagens de um pai e de uma mãe, diagnosticados com Alzheimer, e de um filho, no papel de cuidador. “A doutora nos passa o tema e nós criamos as falas e as cenas. Depois que ela revisa, nós apresentamos para a comunidade”, explica Ana Paula. O trabalho teatral realizado pelas agentes já acontece desde o ano de 2015. Segundo elas, a forma lúdica, com humor e uma linguagem simples, além de prender a atenção dos expectadores, é uma forma de introduzir o assunto que será abordado e aprofundado pela médica.

Além das agentes, as estudantes de Medicina da Uniplac, Maria Luiza De Lucca e Samara dos Santos também participaram do encontro apresentando os conceitos, manifestações e caraterizações das demências. “Na medicina, a demência é uma síndrome resultante do declínio da capacidade intelectual do indivíduo, que não tem cura, mas tem tratamento que pode retardar a evolução do processo”, explica a médica Karine. Ainda segundo ela, a maioria das demências não se instalam abruptamente e que para evitar que se confunda sintomas como dificuldade memorização ou de concentração é necessário procurar atendimento adequado. Além do atendimento clínico, o paciente pode realizar na Unidade de Saúde, um Mini Teste Mental, para auxiliar a identificar se a pessoa está em um processo demencial.



Nenhum comentário