Geraldo Alckmin vota em escola da Zona Sul de São Paulo

Ele estava acompanhado da mulher, Lu Alckmin, do candidato do PSDB ao governo de São Paulo, João Dória, e da candidata do partido ao Senado, Mara Gabrilli.

Por MARINA PINHONI do G1,
em São Paulo/SP

📷 Marina Pinhoni / G1

O candidato do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin, votou na manhã deste domingo (7) em uma escola de São Paulo.

Ele cumprimentou os mesários da seção eleitoral e posou para fotos. Alckmin estava acompanhado de seu colega de partido e candidato a governador pelo estado de São Paulo, João Doria.

Também estavam com a Alckmin a mulher, Lu Alckmin; os candidatos do PSDB ao Senado, Mara Gabrilli e Ricardo Tripoli; e o prefeito da cidade, Bruno Covas.

Em quarto lugar nas pesquisas eleitorais do Ibope e Datafolha divulgadas no sábado (6), Alckmin afirmou estar confiante que chegará ao segundo turno.

"[A expectativa] é muito boa. Vamos aguardar. Eleição é em dois turnos. Nós estávamos embolados no terceiro lugar. Vamos aguardar agora o resultado", afirmou aos jornalistas.

Questionado se o resultado deste domingo seria seu pior desempenho nas eleições, Alckmin disse que o momento não é para análise política.
"Este momento não é de análise política. É momento de aguardar o resultado das urnas. Quem fala é o povo. Ele é quem decide os destinos da nação. Eleição é em dois turnos. Estamos acompanhando para chegar no segundo turno", disse.

Alckmin não quis comentar a declaração de João Doria. O candidato ao governo do estado afirmou que faria um "voto solidário" à candidatura de Alckmin. Ele também não falou sobre quem apoiaria no segundo turno caso fique fora da disputa.

O candidato também destacou a importância da democracia no país e disse que tem fé no Brasil.

"Hoje é um grande dia, o dia maior da democracia. Não há poder legítimo que não seja através da liberdade e da democracia (...) Reafirmar aqui nossa fé no Brasil, esse país maravilhoso. Esperança que o país reencontre seu grande destino e confiança nas urnas ", disse.

Após votar, o candidato seguiu para casa, na capital paulista, onde aguardará o resultado.

Link de origem


Nenhum comentário