Fort Atacadista já fez levantamentos de sondagem e altimetria no seu terreno em Lages


O plano de trabalho para o empreendimento sinaliza um período total de cinco meses de obras. A previsão do início da operação é para o primeiro semestre de 2019.

Por ASCOM PML,
em Lages/SC

📷 Daniele Mendes de Melo / ASCOM PML

Um grande outdoor vermelho do Fort Atacadista já pode ser visto à beira da avenida Belizário Ramos (Carahá), ao lado da Casa de Apoio Colibri, sentido bairro Triângulo, alimentando as expectativas da população lageana e de consumidores regionais em ter proporcionada mais uma opção de compras, estimulando a competitividade leal e o giro da economia. O Fort Atacadista já realizou todos os levantamentos, tais como sondagem e planialtimétrico (descrição do terreno com exatidão, em que são anotadas medidas planas, ângulos e diferenças de nível - inclinação) e outros projetos de topografia no terreno.

Neste momento, de acordo o gerente nacional de Galerias do Fort, Cristiano Abrahão Caron, a empresa aguarda apenas as autorizações e aprovação dos projetos por parte da prefeitura. A construção começará assim que os alvarás e demais autorizações sejam concedidos pela prefeitura e demais órgãos competentes. Então a empresa dará início ao projeto e execuções de imediato.

De acordo com a Secretaria de Planejamento e Obras, o projeto está sendo ajustado pela empresa depois de feita uma pré-análise por parte da Secretaria com orientações das alterações necessárias. A consulta de viabilidade já foi realizada, com aprovação, pois esta é a ordem dos procedimentos.

As áreas de Expansão e Engenharia Fort Atacadista estão prontas para o início breve dos trabalhos. O plano de trabalho para o empreendimento sinaliza um período total de cinco meses de obras. A previsão do início da operação é para o primeiro semestre de 2019.
A norma e a política da empresa são de sempre que possível contratar empresas da cidade e região na mão de obra de construção. Este empreendimento terá estacionamento coberto, espaços modernos para exposições das mercadorias de fornecedores nacionais e regionais e facilidade para os clientes no ato da compra.

A área total a ser edificada será de aproximadamente dez mil metros quadrados, somente pavimento térreo. A área do terreno possui 21.500 metros quadrados. Em seu projeto inicial, o Fort Atacadista Lages contará com mais de 260 vagas de estacionamento, 24 corredores, açougue, seção de hortifruti, 23 check-outs de atendimento, iluminação em LED e terá um sortimento amplo e completo de mercadorias das seções de mercearia, bebidas, perecíveis e bazar para os clientes. Nesta unidade não haverá lojas de apoio, mas sim a mais recente novidade da rede, farmácia.

Fort oferecerá mais de dez mil itens e se compromete com os consumidores de antemão. “Teremos os melhores produtos com as melhores marcas, com o melhor preço do mercado. Vamos entregar para a cidade de Lages uma das maiores e melhores lojas da rede. Lages é uma grande e próspera cidade, além de ser um polo da região, por isto os investidores/proprietários (Grupo Pereira) escolheram este município para instalar uma unidade inédita na Serra”, pontua Cristiano. Serão investidos R$ 35 milhões em terreno, obras e equipamentos.

250 postos de trabalho diretos

Serão oferecidos em torno de 500 postos de trabalho, sendo 250 empregos diretos e 250 indiretos. Entre as funções estão repositores, operadores de caixa, fiscal de prevenção, monitores e cozinheira. Os benefícios são refeitório para os funcionários, plano de saúde para colaboradores com mais de seis meses de emprego, vale transporte e carão desconto para funcionários que efetuarem compras na empresa, entre outros.

A equipe de Recursos Humanos (RH) irá se deslocar para Lages com 90 dias de antecedência da abertura da loja, visando à abertura dos trabalhos iniciais de levantamento de profissionais para contratação. O apoio das empresas de serviços e mão de obra local deverá auxiliar o Fort neste processo.

O Banco do Emprego, da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Turismo, disponibiliza seu trabalho de cadastro de candidatos, pré-seleção em conformidade aos critérios e perfil estabelecidos pela empresa, encaminhamento para entrevistas de seleção, e cessão de auditório e salas individuais para recrutamento. “A parceria entre o Fort e a prefeitura é fundamental para o desenvolvimento, crescimento, geração de novos empregos e ampliação da atividade econômica da região”, justifica Caron.

Sete filiais em construção em Santa Catarina

Em Santa Catarina, estão em fase de construção iniciada nas cidades de Tubarão, Itajaí, Joinville, Florianópolis, Barra Velha, Biguaçu e Criciúma. Outras 15 unidades estão em processo de elaboração e aprovação de projetos no mesmo Estado.

31 lojas Fort em quatro Estados e mais o Distrito Federal
Fort Atacadista pertence ao Grupo Pereira, o qual opera com três bandeiras - Fort Atacadista (atacarejo), Supermercados Comper (varejo) e Atacado Bate Forte (atacado distribuidor), estando o Grupo presente em cinco Estados (Santa Catarina, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e São Paulo) e Distrito Federal (DF). O Grupo possui 65 unidades de negócios e o Fort Atacadista contabiliza 31 lojas, presente em Santa Catarina, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e Distrito Federal. A maior loja Fort está situada em São José, região metropolitana da capital catarinense.

A rede: Responsabilidade de cuidar dos seus 200 mil clientes diários e 14 mil colaboradores

O Grupo Pereira foi fundado em Itajaí em setembro de 1962 e a primeira loja Fort Atacadista surgiu em Joinville, em dezembro de 1999. A rede tem um fluxo médio diário de mais de 200 mil clientes.
Atualmente dá oportunidade de emprego a cerca de 14 mil funcionários. Quando acontece a contratação, todos os novos colaboradores ganham uma muda de árvore para plantar em sua casa ou no bairro onde mora.

O Grupo Pereira tem dois objetivos ao ceder esta muda aos funcionários: O primeiro é para que o colaborador observe o crescimento e o desenvolvimento da planta ao longo do tempo e o segundo é transmitir uma mensagem sobre a importância das boas práticas de sustentabilidade.



Nenhum comentário