Esperidião Amin e Jorginho Mello são eleitos senadores por Santa Catarina

Jorginho Mello desbancou os dois que estavam à frente nas pesquisas, Raimundo Colombo (PSD) e Paulo Bauer (PSDB); Lucas Esmeraldino (PSL) surpreendeu e ficou em terceiro.

Por LD,
em Lages

📷 Esperidião Amin (PP) à esquerda e Jorginho Mello (PR) à direita, senadores eleitos por Santa Catarina. (Foto: Divulgação / Montagem)

Assim como a disputa para o Governo de Santa Catarina que contou com uma surpresa com o Comandante Moisés (PSL) que não aparecia entre os três primeiros nas pesquisas, mas que acabou indo para o segundo turno com Gelson Merisio (PSD), o mesmo ocorreu na disputa ao Senado por Santa Catarina em relação ao candidato Jorginho Mello (PR) que foi a grande surpresa, pois aparecia apenas em quarto lugar nas pesquisas e acabou sendo eleito, juntamente com Esperidião Amin (PP) que aparecia na primeira colocação nas pesquisas.

A grande surpresa dessa eleição foi as votações do ex-governador Raimundo Colombo (PSD) e do senador Paulo Bauer (PSDB) que nas pesquisas apontavam na segunda e terceira colocação, respectivamente, mas que acabaram ficando em quarto lugar e quinto lugar, respectivamente.

Surpresa aparece na terceira colocação

Um dos candidatos que mais surpreenderam pela alta votação e por nem ter aparecido nas pesquisas foi o candidato Lucas Esmeraldino (PSL), que terminou a votação com mais de 1,1 milhão de votos com uma diferença de pouco mais de 18 mil votos para o segundo colocado, Jorginho Mello, que acabou ficando com a segunda vaga.

O alto número de votos se deve pelo fato de nos últimos dias de campanha, especialmente, ele ter colado a imagem ao presidenciável Jair Bolsonaro, do mesmo partido. O efeito pode também se explicar ao caso do Governo do Estado, do Comandante Moisés.

Confira o resultado ao Senado por Santa Catarina

1.   Esperidião Amin (PP) – 1.226.064 votos (18,77%)
2.   Jorginho Mello (PR) – 1.179.757 votos (18,07%)
3.   Lucas Esmeraldino (PSL) – 1.161.662 votos (17,79%)
4.   Raimundo Colombo (PSD) – 999.043 votos (15,30%)
5.   Paulo Bauer (PSDB) – 802.037 votos (12,28%)
6.   Ideli Salvatti (PT) – 336.449 votos (5,15%)
7.   Lédio Rosa (PT) – 327.226 votos (5,01%)
8.   Roberto Salum (PMN) – 246.686 votos (3,78%)
9.   Miriam Prochnow (REDE) – 84.486 votos (1,29%)
10. Professor Pedro Cabral (PSOL) – 63.523 votos (0,97%)
11. Professor Antonio (PSOL) – 51.191 votos (0,78%)
12. Diego Mezzogiorno (REDE) – 38.470 votos (0,59%)
13. Ricardo Lautert (PSTU) – 13.845 votos (0,21%)




Nenhum comentário