Banco da Família classificado como melhor instituição de microfinanças da América Latina e maior geradora de impacto social do Brasil


Instituição catarinense completa 20 anos de fundação em outubro e já concedeu mais de R$ 720 milhões em crédito.

Por GABRIELA DEQUECH da ALLPRESS COMUNICAÇÃO,
em Florianópolis/SC

📷 Jonatan Costa / Divulgação

Banco da Família, instituição catarinense que completa 20 anos em outubro, foi classificada como a melhor operadora de microfinanças da América Latina e maior geradora de impacto social no Brasil, de acordo com a MicroRate, agência especializada em avaliação de organizações financeiras. Desde sua fundação, em Lages, em 1998, o Banco da Família já concedeu mais de R$ 720 milhões em crédito para cerca de 275 mil pessoas que desejam empreender, construir a casa própria, melhorar instalações sanitárias ou financiar despesas extraordinárias não previstas.

Considerada a maior operação de microcrédito do sul do Brasil, a instituição tem atualmente 21 unidades, que alcançam 80 municípios espalhados pelos estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná. A partir de agora, a meta da instituição é expandir o trabalho para outras cidades e investir em tecnologia. De acordo com a presidente Isabel Baggio, os próximos passos incluem a ampliação da base de clientes, oferta de novos serviços e produtos que retornarão como novos investimentos, tecnologia de ponta e inteligência de dados. “A inovação nos ajudará a dar um salto na agilidade ao atendimento ao cliente, mas tornando os produtos da instituição ainda mais atraentes para investidores, melhorando os resultados como um todo e interagindo cada vez mais com a comunidade global”, afirma Isabel Baggio.

O ranking elaborado pela MicroRate, empresa qualificadora em microfinanças, avaliou o Banco da Família em duas categorias diferentes: o desempenho social e o desempenho institucional. A primeira categoria tem como objetivo analisar, dentro da instituição financeira, até que ponto ela está alinhada, em termos gerais, com os padrões internacionais de gerenciamento de desempenho social e proteção do cliente. A segunda categoria, que analisa o desempenho institucional, identifica pontos fortes e fracos em áreas-chave como Governança Corporativa, Operações, Qualidade do Portfólio, Monitoramento Interno e Perfil Financeiro e emite uma nota internacional que torna mais fácil formar uma opinião sobre a viabilidade e sustentabilidade a longo prazo da instituição financeira.

Sobre o Banco da Família

O Banco da Família é uma instituição sem fins lucrativos especializada em microfinanças. Prestes a completar 20 anos de atuação, já concedeu mais de R$ 727 milhões em crédito, para cerca de 275 mil pessoas. Considerada a maior operação de microcrédito do sul do país, no momento possui 18,5 mil clientes ativos e 147 funcionários. A instituição tem atualmente 21 unidades, que alcançam 80 municípios espalhados pelos estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná. Segundo levantamentos da Microrate, empresa especializada em avaliação de desempenho e risco, o Banco da Família está classificado como a melhor instituição de microfinanças da América Latina.



Nenhum comentário