Requerimentos solicitam à Transul mudanças em duas linhas do transporte coletivo


O primeiro requerimento, de Maurício Batalha (PPS), solicita a alteração da nomenclatura da linha "Aeroporto". Já a outra, do vereador Gerson dos Santos (PSD), solicita o retorno da rota antiga do "Guarujá via Campos Salles". 

Por LD,
em Lages/SC

📷 Diogo de Carvalho Silva / Divulgação

Nesta semana, a Câmara de Vereadores encaminhou ao diretor da empresa que administra o transporte coletivo em Lages, Humberto Arantes, dois requerimentos sobre o transporte coletivo de Lages, envolvendo as linhas "Aeroporto" e "Guarujá via Campos Salles".


O requerimento 155/2018 solicita a alteração da nomenclatura da linha “Aeroporto” que atende à comunidade de segunda à sábado em horários de pico. O pedido foi formulado pela Associação de Moradores do Distrito de Índios e o documento assinado pelo vereador Maurício Batalha Machado (PPS), nele sugere que o letreiro que informa o destino do itinerário público passe a ter a denominação de “Aeroporto-Índios” ou outra determinada pela empresa responsável a fim de garantir a publicidade apropriada aos usuários do sistema, bem como para prestigiar a comunidade de Índios, explica o vereador. 

Atualmente, a empresa disponibiliza com saída do terminal urbano, no Centro de Lages até o Distrito de Índios, dois horários para a referida linha, são elas às 06h30 e às 17h30 (horário de saída do terminal). Aos sábados, às 06h30.

Reivindicação pede o retorno da rota antiga do "Guarujá via Campos Salles"

Já o requerimento 157/2018 de autoria do vereador Gerson dos Santos (PSD), requer que seja retornado a rota antiga da linha “Guarujá via Campos Salles” pelo bairro São Sebastião. Recentemente, a empresa adotou uma mudança e em alguns horários, a linha passou a atender a população dos bairros Cristal e Pisani. Porém, o vereador explica no documento que muitos usuários do transporte coletivo alegam que a mudança  na rota está onerando o deslocamento dos moradores que utilizam a linha até os demais bairros da cidade, pois o tempo de retorno do ônibus no bairro ficou muito mais demorado.



Nenhum comentário