Inclusão da disciplina de Libras na grade curricular das escolas municipais é sugerida

Moção de autoria do vereador Pedro Figueiredo (PSD) tem como objetivo assegurar a plena inclusão social, capacitar os profissionais das mais diversas áreas e estimular o aprendizado da Libras para as crianças nas escolas.

Por LD,
em Lages/SC

📷 Divulgação

O vereador Pedro Figueiredo (PSD) através da moção legislativa 203/2018 propôs nesta semana a inclusão da Língua Brasileira de Sinais (Libras) na grade curricular de ensino das escolas municipais de Lages, na Serra Catarinense.

Segundo o edil, a proposta tem como objetivo assegurar a plena inclusão social, capacitar os profissionais nas mais diversas áreas e estimular o aprendizado da Libras para as crianças nas escolas, proporcionando assim a quebra de barreiras para as pessoas com deficiência auditiva, as quais precisam lidar diariamente com a desinformação, o preconceito e a falta de estrutura. O documento será encaminhado para análise do prefeito Antonio Ceron (PSD).

Desde 2002 existe previsão legal pela Lei Federal de nº 10.436 que trata sobre a Linguagem de Sinais: “Art. 2º - Deve ser garantido, por parte do poder público em geral e empresas concessionárias de serviços públicos, formas institucionalizadas de apoiar o uso e difusão da língua brasileira de sinais como meio de comunicação objetiva e de utilização corrente das comunidades surdas do Brasil”.


Nenhum comentário