Prevenção e agilidade: exames preventivos em Lages são entregues em menos de 20 dias


Para realizar o procedimento, as mulheres devem procurar a Unidade do bairro, portando o Cartão do SUS e Cartão da Família.

Por ASCOM PML,
Lages/SC

📷 Cássia Shelen / Secretaria de Saúde de Lages

O câncer de colo do útero, segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), é o terceiro tumor que mais atinge a população feminina no Brasil. Perde apenas para o de mama e o de colorretal. É ainda a quarta causa de morte por câncer. É que mais da metade (52%) das mulheres brasileiras não realizam o Papanicolau. Aos 78 anos, Dinorá Rezende, moradora da região central, realizou o procedimento duas vezes na vida. “Eu não tinha tempo para consultar, porém, recentemente meu médico reforçou a importância e me orientou a procurar o serviço”, relata. Ela conta que ficou surpresa com a agilidade e qualidade do atendimento.

O preventivo, conhecido como Papanicolau, é a principal estratégia para detectar alterações e lesões, como doenças sexualmente transmissíveis e o câncer do colo do útero. As coletas são realizadas nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) dos bairros, e no Centro de Estudo e Assistência à Saúde da Mulher (Ceasm) para as moradoras de localidades onde não existe estratégia de cobertura de Saúde da Família.

Desde março, todos os exames coletados em Lages passaram a ser encaminhados para o Instituto Ipa, no município de Videira, e uma espera que antes poderia levar meses reduziu significativamente. A coordenadora do Ceasm, Bruna Correa Vaz, explica que a partir do agendamento na Unidade de Saúde, o prazo para o recebimento dos exames é de no máximo 20 dias.

Mesmo com essa praticidade no processo, a coordenadora relata que a procura ainda está muito baixa. Uma média de 400 coletas é realizada mensalmente, apenas 50 a mais do que agosto do ano passado, por exemplo. “Houve certa descrença das mulheres que procuravam fazer pelo SUS, em razão de uma espera de até meses, do laboratório que realizava os serviços antes da mudança.”

Além da velocidade, o processo também é muito simples. As mulheres interessadas devem procurar a Unidade de seu bairro, portando o Cartão do SUS e Cartão da Família para agendar o exame. Todas as Unidades de Saúde têm um dia para coleta, assim como uma data no mês com horário estendido, pela noite, especialmente para os exames preventivos.

Orientações para o preventivo

A diretriz do Ministério da Saúde (MS) preconiza que toda mulher, com idade entre 25 até os 64 anos, deve fazer o exame Papanicolau anualmente. Também é recomendado que o exame seja realizado a partir da primeira relação sexual, independentemente da idade. A orientação para realização da coleta é aguardar uma semana antes ou dez dias depois do término do fluxo menstrual e evitar relações sexuais no período de 72 horas.

Nenhum comentário