Skatistas querem se aproximar da comunidade


Grupo que realiza manobras na Praça do CEU no bairro Universitário apresenta projeto para a Fundação Cultural de Lages que objetiva organização, estudos e parcerias com a comunidade..

Por ASCOM PML,
em Lages/SC

📷 Fabricio Furtado / FCL

Liderados por Guilherme Coninck (23 anos), um grupo de 15 skatistas frequenta a pista na Praça do Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU) todos os dias. Guilherme – chamado por todos de “Professor”, conta que pratica o esporte há 7 anos, menos da metade deles na Praça  do bairro Universitário. O apelido de “Professor” aconteceu pelo motivo de ser o mais velho – Rian (12), leva o título de novato mesmo tendo 2 anos de experiência – e por ensinar a todos técnicas e as “manhas” do skate.

Além das manobras e a convivência na pista, eles desejam realizar mais coisas. Neste mês, Guilherme e o grupo procuraram a Fundação Cultural de Lages para expor suas ideias. A intenção dos skatistas é colaborar com a estrutura, opinar sobre melhorias e trabalhar outras formas de conhecimento sobre o esporte. “Procuramos a Fundação Cultural para pedir por uma sala que possamos repassar ao pessoal vídeos, estudos e outras coisas sobre o skate e fomos prontamente atendidos. Também conseguimos um espaço no depósito para guardar o obstáculo que construímos para os treinamentos”, diz Guilherme.

Mudar o conceito que a comunidade tem sobre o skate também é uma preocupação. “Conversando podemos também buscar soluções para problemas que ainda existem. O preconceito existe também contra quem pratica o esporte, e às vezes nós também precisamos saber como lidar com essas situações. Foi através da receptividade da equipe da Fundação Cultural na Praça que conseguimos mostrar o que queremos, a partir de agora é mostrar para a vizinhança que o skate tem ideologia”, opina.

A Praça do Centro de Artes e Esportes Unificados, em Lages, homenageia o desportista Luis Carlos Silva e está localizada no bairro Universitário.  Os Centros de Artes e Esportes Unificados (Ceus), mais conhecidos como Praças Ceus, integram num mesmo espaço programas e ações culturais, práticas esportivas e de lazer, formação e qualificação para o mercado de trabalho, serviços socioassistenciais, e políticas de prevenção à violência e de inclusão digital, para promover a cidadania em territórios de alta vulnerabilidade social das cidades brasileiras. A gestão em Lages é compartilhada pelas secretarias de Assistência Social e Habitação, da Educação, Fundação de Esportes e Fundação Cultural de Lages.



Nenhum comentário