Rússia 2(3)x(4)2 Croácia: após 20 anos, croatas voltam às semifinais da Copa do Mundo


Equipe liderada por Modric venceu os anfitriões desta edição da Copa nas cobranças de pênaltis.

Do OMNISPORT,
em São Paulo/SP

📷 Getty Images

Assim como havia acontecido nas oitavas de final, Rússia e Croácia tiveram seus destinos decididos na cobrança de pênaltis em jogo realizado neste sábado (07), pelas quartas de final da Copa do Mundo.

Duas décadas depois, a Croácia volta a uma semifinal e vai enfrentar a Inglaterra na próxima quinta-feira (11). Destaque no jogo, o brasileiro Mário Fernandes foi de herói a vilão por ter levado a disputa para os penais... mas também por ter desperdiçado sua cobrança.

O primeiro tempo foi de muita movimentação e equilíbrio. A equipe croata ditava o ritmo de jogo, com mais posse de bola, mas levava alguns sustos dos anfitriões nos contra-ataques. E foi justamente ao usarem a transição rápida, no jogo direto e bom aproveitamento nos rebotes, que a Rússia abriu o placar.

Aos 31’, Cheryshev recebeu de Dzyuba e acertou um belíssimo chute no ângulo de Subasic. Golaço. Entretanto, pouco tempo depois Mandzukic fez valer a briga pelo lado esquerdo de ataque e serviu Kramaric, que empatou aos 39 minutos.

A segunda etapa seguiu o mesmo roteiro, com o agravante de nenhuma das equipes terem balançado as redes. Quem chegou mais perto foi a Croácia, quando Ivan Perisic acertou a trave no início. Nos minutos finais o goleiro Subasic sentiu uma lesão muscular na coxa, mas não foi o suficiente para o técnico Zlatko Dalic o tirar. Com a permanência do 1 a 1, o embate foi, mais uma vez para ambos, para a prorrogação.

Embora visivelmente mais fragilizada do ponto de vista físico, a Croácia conseguiu fazer o segundo gol no primeiro tempo da prorrogação: após escanteio, o zagueiro Vida cabeceou e contou com o corta-luz de Corluka para fazer o 2 a 1. 

A resposta veio na metade da segunda metade tempo extra, em cabeçada do brasileiro Mário Fernandes, e a classificação para a semifinal foi para os pênaltis. A grande ironia é que o brasileiro desperdiçou a sua cobrança – assim como Smolov. Pelo lado dos croatas, Kovacic foi o único a perder, mas não foi o bastante para tirar os croatas da semifinal após 20 anos!


Nenhum comentário