Lages celebra os 110 anos da imigração japonesa no Brasil


Centenas de pessoas aproveitaram o sábado (21) de sol para conhecer um pouco mais da cultura japonesa na 1ª edição do Lages Matsuri no Parque Jonas Ramos.

Por MAURÍCIO SANTOS do LD,
em Lages/SC

📷 1º Lages Matsuri enfeitou o Parque Jonas Ramos e atraiu um bom público. (Foto: Maurício Santos / Lages Diário)

Centenas de pessoas aproveitaram o sábado para conhecer um pouco mais sobre a cultura japonesa na 1ª edição do Lages Matsuri, evento que celebrou os 110 anos da imigração japonesa no Brasil. Lages é uma das cidades com o maior número de descendentes de japoneses em Santa Catarina.

📷 Exibição de lutas de artes marciais também foi um dos atrativos do 1º Lages Matsuri. (Foto: Maurício Santos / Lages Diário)

O evento que foi uma realização da Fundação Cultural de Lages (FCL) e da Associação Cultural Nipo Brasileira de Lages (ACNBL) contou com diversas apresentações artísticas e culturais que atraíram um bom público ao Parque Jonas Ramos. Destaque para a apresentação do grupo de taiko Sakura Daiko, uma apresentação com tambores.

📷 Tendas comercializaram diversos itens da cultura
japonesa. (Foto: Maurício Santos / Lages Diário)
Ao longo do dia, o público ainda pode comprar itens que são comercializados geralmente apenas no Japão, além de saborear as delícias da culinária japonesa, em tendas montadas dentro da quadra de esportes do Parque Jonas Ramos.

Do outro lado do lago, na Biblioteca Municipal, quem se inscreveu para as oficinas de mangá e origami puderam aproveitar para conhecer e aprender a confeccionar esses itens que são muito disseminados na cultura japonesa.

📷 Inscritos participam de oficina de mangá na Biblioteca Pública. (Foto: Maurício Santos / Lages Diário)

A programação do 1º Lages Matsuri foi encerrado com o lançamento de barquinhos de papel com velas dentro do lago do Parque Jonas Ramos, o Tanque. O barquinho de papel com vela na cultura japonesa significa paz.

Nenhum comentário