PM atuou mais em abordagens e intervenções preventivas durante a Festa do Pinhão

A média aproximada de disponibilidade de efetivo da PM no Recanto e na Festa do Pinhão é para uma cidade com 50 mil habitantes, seria como se existisse uma segunda cidade dentro de Lages para fins de segurança.

Por CATARINAS COMUNICAÇÃO,
Lages/SC

📷 Nilton Wolff / Catarinas Comunicação

Na primeira e segunda fases da Operação Inverno, realizadas entre os dias 19 de maio a 3 de junho, durante a realização do Recanto e 30ª Festa Nacional do Pinhão, a Polícia Militar atuou de forma mais dinâmica em abordagens e ações preventivas em torno do parque Conta Dinheiro, região do bairro Coral e centro da cidade.

Além do efetivo regular, o 6º Batalhão de Polícia Militar contou, em horários de pico de demanda, com um incremento de 90%. Os profissionais que reforçaram o policiamento vieram de diversas partes de Santa Catarina. O efetivo destinado a estas duas etapas da Operação Inverno remetem à média aproximada de disponibilidade de efetivo da PM para uma cidade com 50 mil habitantes. Seria como se existisse uma segunda cidade dentro de Lages para fins de segurança.

No período da Festa do Pinhão, o registro de ocorrências na PM em relação aos anos de 2017 e 2016 foi maior. Porém, este fato não significa, necessariamente, que tenha havido aumento na violência local, mas sim incremento da prevenção e da presença policial nas imediações do parque Conta Dinheiro.

O comandante da PM, tenente-coronel Alfredo Nogueira dos Santos, explica que isso foi possível por que a gestão do trânsito neste ano ficou a cargo da Diretoria de Trânsito do Município. Isso possibilitou uma atuação mais forte da PM em termos de abordagens e intervenções de prevenção. “Nossos policiais conseguiram auxiliar a comunidade no que se refere à importância de registrar as ocorrências. Quando temos esses dados, conseguimos atuar de forma mais planejada e assertiva”.

📷 Nilton Wolff / Catarinas Comunicação

Menos crimes

Com o aumento do policiamento, houve redução expressiva dos furtos nas ruas laterais do parque de Exposições Conta Dinheiro. Todos os registros de embriaguez ao volante foram flagrados pelas guarnições que realizavam policiamento ostensivo na região.

O crime de cambismo também foi coibido com a atuação da PM. Em anos anteriores, esse tipo de infração raramente era registrada. Em 2018, foram três ocorrências. Outro fato positivo está relacionado ao furto de veículos. Nesta edição não houve esse delito.
Outros dados

As ocorrências registradas pelo Sistema Integrado de Segurança Pública (SISP ) no mês de maio somam 726 procedimentos em toda cidade. Destes, apenas 27% ocorrem durante a Festa do Pinhão. Isso significa uma redução de quase metade a quantidade de boletins registrados no período da Festa do Pinhão do ano anterior.

Informações retiradas do Sistema de Atendimento e Despacho de Emergências (SADE) dão conta do número de 418 ocorrências geradas no município durante a Festa do Pinhão. Destas, oito foram na Avenida Luiz de Camões e 66 na área central.  

Se comparados ao ano passado, os números da região central, onde ocorre o Recanto do Pinhão, foram maiores em relação ao ano passado, pois nesta edição o evento teve um aumento de público com realização de show nacional e condições climáticas favoráveis ao passeio. Em 2017, o Recanto teve um público bem reduzido por conta das chuvas e a comunidade atingida pelas cheias estava empenhada em recuperar suas moradias.




Nenhum comentário