Novo iOS 12 promete acelerar seu iPhone e te deixar menos viciado em tecnologia


Novidades foram divulgadas durante a WWDC 2018, conferência de desenvolvedores da Apple, na tarde desta segunda-feira (4).

Por GUILHERME TAGIAROLI da GIZMODO,
São Paulo/SP

📷 Alex Cranz / Divulgação

Durante a WWDC 2018, conferência de desenvolvedores da Apple, na tarde desta segunda-feira (4), a companhia mostrou as novidades do iOS 12, a próxima versão do sistema móvel da empresa que abrange o iPhone e o iPad.

A companhia gastou quase uma hora do evento falando da próxima atualização de seu sistema móvel. Então, abaixo, a gente resume alguns dos principais recursos que devem chegar aos dispositivos móveis da companhia. Basicamente, a atualização abrangerá do iPhone 5s em diante, iPad mini 2 em diante e iPod touch de 6ª geração em diante.

Melhoria de performance

O primeiro destaque do iOS foi a otimização do desempenho, e, segundo Craig Federighi, vice-presidente da Apple, os principais beneficiados serão os donos de aparelhos antigos. Em um iPhone 6s Plus, por exemplo, a companhia informou que os apps vão abrir 40% mais rápido, o teclado vai carregar 50% mais rápido, e abrir a câmera será até 70% mais rápido. Nada mal se a empresa entregar isso mesmo.

O "milagre" de acelerar a abertura de apps em aparelhos antigos tem relação com um processo de otimização do processador que vai entender quando ele deve usar mais poder de fogo para determinadas atividades.

Realidade aumentada

Quem atualizar para o iOS 12 terá um app nativo da Apple chamado Measures. Como o nome sugere, ele vai ajudar as pessoas a medirem coisas. Com ele, basicamente, você usará a câmera do aparelho para verificar, por exemplo, as dimensões de um porta-retrato ou o tamanho de uma mala.

A companhia também anunciou o AR Kit 2.0, a segunda versão da plataforma de realidade aumentada da empresa. Agora, será possível usar um recurso chamado Shared Experiences (Experiências Compartilhadas) que possibilitará que até quatro pessoas vejam/interajam com um mesmo conjunto de itens de realidade aumentada. Isso pode ser particularmente interessante para jogar games.

Siri Shortcuts e Suggestions

A Siri costuma ser criticada por não ser muito útil ou não entender tanto as pessoas. A Apple agora inseriu um novo recurso que deve facilitar a automatização de uma série de ações com uma nova funcionalidade chamada Shortcuts (atalhos, em tradução livre).

Com ela, as pessoas poderão configurar certas ações para a Siri ligadas a aplicativos de terceiros. Por exemplo, se você tiver um chaveiro conectado, será possível configurar a assistente para ligar um alarme ao dizer: “Siri, eu perdi minhas chaves”. Outro exemplo dado foi o uso do app Kayak, de busca de viagens. Na demonstração, foi configurada uma ação “Planos de viagem”. Ao dizer isso para a assistente, ela mostrava informações da viagem e de hospedagem, inclusive tempo para fazer check-in.

Já as Suggestions (Sugestões) vão possibilitar que a assistente aprenda com a rotina do usuário. Ela poderá habilitar o “Não perturbe” em um determinado horário ou quando você tiver um ingresso de cinema no app Wallet. Ou mesmo lembrar o usuário de ligar para alguém no dia do aniversário ao verificar as informações do contato.

Você menos viciado no smartphone

A Apple, como outras empresas de tecnologia, quer tornar as pessoas menos viciadas em seus aparelhos com uma série de recursos. Um deles é o “Do not Disturb During Bedtime” (algo como “Não perturbe durante a hora de dormir”, que vai reduzir o brilho e alertas de notificações. Aliás, sobre este último tema, a Apple prometeu melhorar o sistema de notificações agrupando os alertas em grupos — será mais fácil também se livrar delas baseado nessas divisões.

O Screen Time (algo como Tempo de tela) vai ser uma forma de a Apple informar ao usuário o tempo que ele gasta usando o smartphone. Será possível checar um relatório semanal de uso de apps e as vezes que a pessoa utiliza o telefone. O App Limits se propõe a configurar limite para uso de apps — por exemplo, será possível definir que você vai navegar no Facebook apenas por uma hora por dia.

Esses recursos também poderão ser usados para controle parental. Os pais poderão saber quais os apps mais usados pelos filhos, limitá-los ou mesmo permitir que ele consuma apps ou conteúdos de vídeo relacionados à idade deles.

Melhoria na busca por fotos

Buscar fotos no iOS 12 ficará um pouco mais parecido com o Google Fotos. Isso porque o app conseguirá executar buscas baseadas em momentos importantes, pessoas ou mesmo atividades — como surf.

Haverá ainda uma aba “For You” (Para você), que exibirá todas suas memórias, fotos de destaque e sugestões de efeito — como aplicar looping em uma live photo.

Memoji e Animoji com detecção de língua

Os Animojis foram apresentados no ano passado e são capazes de detectar expressões do rosto da pessoa, como uma piscada ou a abertura de uma boca. Agora, no entanto, o sistema da Apple poderá também detectar a língua, o que permitirá que você envie emojis animados mostrando a língua. Além disso, a funcionalidade ganhou novos personagens: o fantasma, o coala, o tigre e o dinossauro.

Outro recurso é o Memoji, que nada mais é do que a possibilidade de criar emojis personalizados com o rosto da pessoa. Diferentemente do recurso da Samsung, em que as feições são logo detectadas com uma "foto", o da Apple exige um trabalho de personalização do usuário, que poderá escolher entre diversas cores de pele, tipos de cabelo e acessórios.

No fundo, tudo isso vai servir para a comunicação via iMessage ou em chamadas Facetime. Aliás, uma das novidades sobre o assunto é que será possível fazer conferências de voz/vídeo com até 32 pessoas no Facetime. Ah, e você poderá aplicar os Animojis e Memojis durante a conversa.




Nenhum comentário