Espetáculo que tenta entender a sexualidade atual será apresentado no próximo sábado (9)


“Mierda Bonita” é uma comédia ácida, contemporânea e descontraída do grupo (E)xperiência Subterrânea, de Florianópolis.

Por LD,
Lages/SC

📷 "Mierda Bonita" do grupo (E)xperiência Subterrânea será apresentada neste sábado no Teatro do SESC. (Foto: André Carreira/ Divulgação)


No próximo sábado (9), quem for ao Teatro do SESC poderá curtir um espetáculo que está em uma tentativa de entender a sexualidade atual, suas caixas e suas possibilidades através de uma comédia ácida, contemporânea e descontraída promovida pelo grupo (E)xperiência Subterrânea, de Florianópolis, em uma obra de André Carreira, Lara Matos, Lucas Heymanns e Marco Antonio Oliveira, a partir do texto do jovem dramaturgo espanhol Pablo Gisbert.

A entrada é gratuita, mas é necessário a reserva de ingresso pois a classificação indicativa é de 18 anos. Para reservar o seu, basta enviar um e-mail para grupoexpsubterranea@gmail.com com nome completo e RG no corpo do e-mail.

Sinopse

Três atores. Uma atriz e seu irmão. Um ator e seu namorado. Um ator e sua cunhada. Três atores, o jogo. A sexualidade espontânea, mediada pelas tendências e conflitos contemporâneos, pergunta: o que excita? O que excita na tendência do excitar-se? As histórias contadas em “Mierda Bonita” traduzem a confusão da qual o ser humano se sente parte, as dificuldades latentes em que ele se encaixa, e nas perspectivas já formuladas das relações afetivas, a liberdade aterrorizante do tempo atual e o sofrimento para lidar com a falta de referência.

Sobre o espetáculo

 “Mierda Bonita é o primeiro espetáculo criado dentro desta proposta, nele os quatro componentes do grupo se debruçaram sobre todos aspectos da obra: direção, luz, cenografia, texto e atuação. No espetáculo, somos pessoas convidando o público a experimentar o que nosso encontro criativo gerou”, comenta um dos criadores do espetáculo, André Carreira.

A atriz Lara Matos explica que o texto de Gisbert foi totalmente absorvido pelo grupo, que por meio de uma seleção de histórias montou um quebra-cabeças que traduz o momento atual enquanto grupo, enquanto amantes, enquanto pessoas e enquanto pessoas políticas, inclusive. “Certas situações, que a princípio parecem absurdas na cena, dialogam com a realidade virtual e com a possibilidade de saber de tudo, de saber de todos e optar”, diz. “Porque nos amamos, mas estamos tristes. O contexto deve ajudar o amor e se você perceber, estamos continuamente superexcitados e confusos devido à quantidade de estímulos externos que no fim das contas não sabemos se nos amamos de verdade ou se nosso amor é tão somente uma consequência do terror que nos provoca o mundo”, complementa Lara, com um trecho da obra.

O espetáculo Mierda Bonita, do grupo (E)xperiência Subterrânea, é um projeto premiado pelo Edital Elisabete Anderle/2017 e conta com apoio do Estado de Santa Catarina, Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Fundação Catarinense de Cultura e FUNCULTURAL. A peça também estará em cartaz no dia 10 de junho, às 20h, na Fundação Cultural de Rio do Sul.

Serviço

O quê: Espetáculo “Mierda Bonita” do Grupo (E)xperiência Subterrânea
Quando: sábado, dia 9 de junho, a partir das 20h
Onde: Teatro do SESC (Av. Dom Pedro II, 1693, B. Universitário)
Quanto: entrada gratuita
Classificação Indicativa: 18 anos



PREVISÃO DO TEMPO

CURTA O LD

SEGUIDORES

Postagens mais visitadas deste blog

Organizador do Bike Serra morre em acidente em Lages

Um morre e outro fica ferido em acidente entre carro e ônibus em Lages

Bombeiros auxiliam jovem que deu a luz em casa no bairro Guarujá