Prefeitura encaminha solução de demandas do Aeroporto de Lages


Prefeito Antonio Ceron se reuniu com o comandante do Cindacta II; com o sócio-diretor da Infracea – que administra o aeroporto – e com líderes do CDL e da ACIL para esclarecer dúvidas sobre a falta de habilitação para o aeroporto receber voos por instrumentos.

Por ASCOM PML,
Lages/SC

📷 ASCOM PML 

O prefeito Antonio Ceron recebeu em seu gabinete para uma reunião, na tarde desta segunda-feira (7 de maio), o comandante do Segundo Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo, da Força Aérea Brasileira (Cindacta II), o coronel aviador Marcos Kentaro Adachi; o sócio-diretor da empresa responsável pela administração do aeroporto de Lages, Fernando Siqueira; o presidente da Associação Empresarial de Lages (Acil), Sadi Montemezzo; o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Marcos Tortelli, e demais representantes destas entidades de classe.

O encontro, agendado pelo prefeito Ceron, teve o objetivo de esclarecer os principais motivos pelos quais o aeroporto de Lages não está habilitado para a operacionalização de voos com auxílio de instrumentos, neste caso, com a utilização do barômetro (instrumento que mede a pressão atmosférica) e anemômetro (aparelho que mede a velocidade do vento).

Em sua apresentação, o sócio-diretor da empresa Infracea, Fernando Siqueira, demonstrou as não conformidades que o aeroporto de Lages apresentou com base nas vistorias realizadas pela equipe técnica do Cindacta II.

“Todos estes processos apontados pela Cindacta nós já respondemos. São ações corretivas que já foram atendidas e que ainda estão em análise. Temos a certeza que estamos fazendo o nosso melhor para que todos os assuntos pertinentes se resolvam o mais rápido possível”.

O comandante do Cindacta II, coronel aviador Marcos Kentaro Adachi, salientou que a principal prioridade neste processo é a segurança dos passageiros que utilizam os voos regulares de Lages.

“Viemos para esclarecer à comunidade sobre o que realmente está acontecendo neste processo. O Cindacta e a empresa responsável estão empenhados neste trabalho há um bom tempo. O prefeito também tem se dedicado pessoalmente, e eu louvo essa atitude, pois em muitas prefeituras do Brasil nós é que precisamos cobrar da administração municipal as providências, e aqui é exatamente o contrário. Pedimos para que as entidades fiquem tranquilas, pois o processo está bem encaminhado. Este tipo de problema é normal em outros aeroportos do país deste porte. Assim que a Infracea apresentar todas as ações corretivas e conformidades, nós vamos realizar uma nova vistoria, e se tudo estiver correto, de imediato terá a homologação para os voos com o auxilio dos instrumentos, o que pode ocorrer já nas próximas semanas”, afirmou.

O prefeito Antonio Ceron ficou satisfeito com a reunião, onde se esclareceu todas as dúvidas sobre a questão de operacionalização do Aeroporto de Lages. “Fizemos a nossa parte de trazer as partes envolvidas neste importante processo. A administração do aeroporto não é para amadores, mas sim para empresas responsáveis e credenciadas para este serviço. Primamos pela segurança de todos”, salientou.

Reunião em Curitiba

Uma nova reunião entre o Cindacta II e a Infracea será realizada na próxima quinta-feira, dia 10, na sede do Centro Militar, em Curitiba. A expectativa é que neste encontro se programe uma nova data para a vistoria do Cindacta II no aeroporto de Lages, resolvendo este impasse com uma possível homologação e liberação dos voos por auxílio dos instrumentos.



PREVISÃO DO TEMPO

CURTA O LD

SEGUIDORES

Postagens mais visitadas deste blog

Um morre e outro fica ferido em acidente entre carro e ônibus em Lages

Transul demite funcionário que fez ofensas a passageiros idosos

Bombeiros auxiliam jovem que deu a luz em casa no bairro Guarujá