Polícia Militar prende primeiro suspeito de homicídio em Urubici neste ano


Além de Urubici, em Lages, a Polícia Militar captura três suspeitos de torturar vítima para roubar celular.

Por CATARINAS COMUNICAÇÃO,
Lages/SC

📷 Polícia Militar / Divulgação

O primeiro homicídio do ano na cidade de Urubici, na Serra Catarinense, foi registrado na madrugada de sábado (5). O suspeito foi preso pela Polícia Militar. O fato ocorreu por volta de 01h54min na frente de um clube da cidade, onde ocorria um baile. Dois homens, um de 29 e outro de 22 anos, ambos com passagem pela polícia por diversos crimes, discutiram. O desfecho acabou na morte de um deles com um golpe de faca. 

A Policia Militar fez rondas e, logo em seguida, capturou o suposto agente do homicídio e encaminhou o homem para a delegacia de polícia. 

Suspeitos de torturar vítima para roubar celular são presos pela PM

Era por volta das 05h49min da madrugada de sábado (5) quando a Polícia Militar foi acionada para atender uma ocorrência de roubo de celular e tortura de vítima no bairro Guarujá. Houve perseguição e a prisão de três homens.

Como ocorreu o fato

A vítima conta que saiu do trabalho por volta das 3h e realizava o trajeto para casa a pé. Cerca de uma hora depois, próximo ao Motel Villages, no bairro Chapada, foi abordado por três homens que conduziam um veículo Fiat/Pálio. Eles lhe ofereceram carona. Como a vítima conhecia o condutor, aceitou. 

O rapaz foi levado até um loteamento, onde foi agredido fisicamente com um alicate, usado para apertar os dedos das mãos. Os homens roubaram seu aparelho celular. Depois disso, colocaram a vítima novamente no veículo e o conduziram até perto de sua residência, quando lhe pediram o valor de R$100 para que nada mais acontecesse com ele. A vítima conseguiu acionar a Polícia Militar.

No deslocamento para a ocorrência, os policiais avistaram um veículo com as características repassadas transitando pela Avenida Camões. Quando viram a viatura, os suspeitos tentaram fugir, mas logo em seguida foram abordados. A vítima reconheceu os suspeitos. Todos possuem passagem pela polícia por crimes como: furto, roubo, violência doméstica, posse de drogas e outros.



Nenhum comentário