Projeto de Lei do Executivo trata de cessão de área para instalação da Berneck


“O terreno já avaliado em R$ 3,2 milhões precisa agora ter a sessão de direito real aprovado na Câmara. Só depois disso é que a Berneck poderá iniciar a instalação em Lages, próximo à ponte sobre o Rio Caveiras, na BR-116”, prefeito Antonio Ceron.

Por ASCOM PML,
Lages/SC

📷 Marcelo Pakinha / ASCOM PML

Uma coletiva à imprensa foi concedida pelo prefeito Antonio Ceron, na manhã desta segunda-feira (26 de março) tratando do envio de Projeto de Lei à Câmara de Vereadores relacionado à sessão de direito real de área de terras para instalação da empresa madeireira Berneck. Os vereadores, atendendo convite do prefeito, também participaram da entrevista coletiva.

Ceron, inicialmente, explanou o objetivo central do Projeto de Lei, falando sobre as vantagens socioeconômicas do projeto da Berneck, empresa que ao assinar protocolo de intenção com a prefeitura de Lages, garantiu investimentos em torno de 800 milhões de reais e geração de 650 vagas de empregos diretos.

O Projeto de Lei do Executivo trata basicamente da aprovação da cessão da área, a qual está em processo de desapropriação por parte do município e localiza-se à margem da BR-116. “O terreno já avaliado em R$ 3,2 milhões precisa agora ter a sessão de direito real aprovada na Câmara. Só depois disso é que a Berneck poderá iniciar a instalação em Lages, próximo à ponte sobre o Rio Caveiras, na BR 116”, explicou o prefeito.

“A Berneck movimenta hoje em Curitibanos, onde já está instalada há vários anos, R$ 1 bilhão por ano. É uma empresa que irá aproveitar matéria-prima existente em Lages e região (pinheiro americano), além de contratar mão de obra local”, argumentou Ceron, ao pedir o engajamento dos vereadores na aprovação do Projeto de Lei.

Com a aprovação deste projeto, a prefeitura estará apta a ceder legalmente o terreno à Berneck, a qual se compromete a entrar em operação em até 36 meses. “Hoje os empreendedores já falam que é possível que dentro de 30 meses já estejam produzindo, em Lages”, disse o prefeito.

O valor do terreno, conforme avaliação, já foi depositado judicialmente em nome dos proprietários legais. “Firmamos convênio com o Governo do Estado, o qual repassou esse dinheiro ao município”, explicou Ceron, na coletiva à imprensa.





Nenhum comentário