Polícia investiga morte de criança que inalou desodorante

Caso aconteceu no último sábado (3), em São Bernardo do Campo, na região do ABC Paulista.

Por VEJA SÃO PAULO,
São Paulo/SP

Uma criança de 7 anos morreu no último sábado (3), em São Bernardo do Campo, região do ABC Paulista, por supostamente ter inalado desodorante aerosol.

Adrielly Vitória Gonçalves foi encontrada pela sua mãe desacordada, com um frasco do produto na mão, por volta das 3 horas da manhã, em sua residência, no bairro dos Alvarengas. As evidências apontam que ela teria inalado desodorante. Segundo a polícia, a garota estava aos cuidados de alguém da vizinhança.

De acordo com o boletim de ocorrência, a menina foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento União, mas já chegou ao local sem vida.

O caso repercutiu no Facebook e a morte tem sido associada ao “desafio do desodorante”, um vídeo que circula na internet instigando a pessoa a inalar o produto, mas, segundo o delegado responsável pela investigação, isso ainda não foi comprovado.

“Não temos certeza dessa informação. A gente vai trabalhar com todas as possibilidades”, disse Baldomero Girbal Cortada Neto, titular do 8° Distrito Policial de São Bernardo do Campo.

Segundo o BO, foram solicitados perícia no local onde Adrielly foi encontrada e exame necroscópico para a vítima. O laudo com a causa da morte deve sair nos próximos dias.


O caso foi registrado como morte suspeita no 3° Distrito Policial e encaminhado ao 8° Distrito Policial de São Bernardo do Campo.

Nenhum comentário