Empresa tira ônibus extras nas férias, e passageiros reclamam de lotação à noite

Segundo uma leitora do LD, devido as férias das faculdades, empresa prestadora do serviço retirou os ônibus extras, ficando apenas um ônibus disponível no período.

Por LD,
Lages/SC

📷 Jéssica Heckert / VC no LD

Cansaço após mais um dia de trabalho e o desejo de chegar o quanto antes em casa para cuidar da família ou apenas descansar, essa é praticamente a rotina de centenas de pessoas que utilizam o transporte coletivo em Lages, mas para os passageiros da linha do bairro Santa Catarina, essa rotina têm sido cada vez mais desgastante, pois desde o início das férias das faculdades no final do ano passado, os passageiros estão sofrendo com a falta de ônibus extras, o que tem provocado a lotação no horário das 22h15 do único ônibus disponível, sendo que para a linha, em período de aulas das faculdades, são disponibilizados para o bairro mais dois ônibus extras que saem às 21h45 e 22h00, respectivamente. 


Essa é a indignação da leitora Jéssica Heckert, que entrou em contato com o Lages Diário, para mostrar a situação do qual os passageiros enfrentam todos os dias, especialmente nesta época de férias das faculdades, mas que segundo a leitora, o fluxo acaba não diminuindo por causa das férias, pois grande parte dos passageiros é formado por trabalhadores que saem entre 21h e 22h, e faz com que apenas um ônibus saia do terminal completamente lotado.

📷 Jéssica Heckert / VC no LD
Ela ainda denuncia uma situação presenciada por ela em uma desses retornos para casa, onde uma pessoa acabou passando mal dentro do ônibus devido ao excesso de passageiros, sendo que a passageira foi orientada pelos funcionários da empresa, no caso a Transul – prestadora do serviço de transporte coletivo em Lages –, a descer do ônibus para se recuperar. “E é claro que elas não esperaram para ver se ela iria melhorar, afinal o ônibus estava explodindo de pessoas, e eles tem horário para cumprir”, aponta Jéssica.

O relato completo você vê abaixo

“Venho aqui por meio deste informar e ressaltar a minha indignação. Sei que há coisas mais importantes em meio de tanta injustiça, porém isso não seria somente uma reclamação minha, mas da população que já está cansada! Essas imagens, são imagens de um dia pós trabalho, onde no fim todos estão cansados e só querem chegar em casa para fazer o que não deu tempo de fazer, cuidar da família e descansar um pouco mais. Querem aumentar o valor da passagem para chegar no final de ano tiraram os ônibus extras “viajinhas” que obviamente diminuem o fluxo de pessoas? Isso é ridículo! Porque o fluxo de ônibus entre os horários das 21:00hrs até às 22:00hrs não é de colégios, muito menos de faculdade. São as pessoas que estão trabalhando no período da noite. Então chega final do ano e começa essa palhaçada de tirarem o ônibus “viajinha” nos horários em que mais precisamos. A Transul não é utilizada somente por estudante e [sic] sim pessoas que estão trabalhando até mais tarde. No período em que tiram os ônibus “viajinha” que são os horários de 21:45hrs e 22:00hrs, permanece somente UM ÔNIBUS no horário das 22:15hrs.

Onde pegam pessoas que trabalham no comércio, que trabalham na Havan, que trabalham no Angeloni, em farmácias, em Supermercados, na Flex (sendo que a maioria pode ser menor aprendiz), entre outros que ainda estudam ou que estão visitando a famíilia. Agora pense em todas essas pessoas, cansadas após um dia inteiro só esperando o horário de chegar em casa para poder descansar. Então, isso se resume a essas imagens, sendo que já houve situações em que uma pessoa passou mal e o cobrador junto com o motorista, que por sinal não prestou ajuda, simplesmente olharam para a pessoa, perguntaram se ela estava sentindo-se bem e optaram por deixá-la descer do ônibus com mais duas amigas em torno das 22:20hrs da noite em uma avenida escura, para ela melhorar! E é claro que eles não esperaram para ver se ela iria melhorar, afinal o ônibus estava explodindo de pessoas, e eles tem um horário para cumprir, um horário para chegar em casa. Só que há situações em que idosos, crianças ficam em um ambiente superlotado, pessoas passando mal, sem lugar para sentar, muito menos lugar para se segurar, há situações em que pessoas desistem de ficar na porta de um ônibus para não correr o risco de serem machucados ou para não acontecer coisa pior. Isso tudo sendo fora dos horários escolares, porque segundo o transporte da Transul, pessoas que trabalham no horário entre às 21:00hrs até às 22:00hrs tem condições de ir neste ônibus das 22:15hrs que eles humildemente nos disponibilizam. Isso é um desaforo! Somos nós que estamos cansados, chegando tarde em casa, retornando para as nossas casas em horários absurdos, mulheres, idosos, adolescentes, deficientes, crianças e suas mães sozinhas nas ruas escuras de cada bairro de Lages. E se por acaso, algum dia acontecer alguma coisa com alguém no meio da noite, obviamente eles não se responsabilizam. Mas poderiam ter o bom senso de liberar permanentemente os ônibus dos demais horários nos finais de ano para que nós, trabalhadores pudéssemos chegar “bem” em nossas respectivas casas, para as nossas respectivas famílias e por fim conseguir descansar”

Jéssica Heckert.

📷 Jéssica Heckert / VC no LD 

O LD entrou em contato com a Transul através de e-mail e também por telefone, mas até o fechamento da reportagem não havíamos obtido uma resposta, assim que a empresa se pronunciar, o espaço será dado à ela.

Porém, informações extraoficiais dão conta de que os ônibus extras começarão a ser disponibilizados ainda neste mês, provavelmente após o carnaval. 

PREVISÃO DO TEMPO

CURTA O LD

SEGUIDORES

Postagens mais visitadas deste blog

Enquete: qual candidata você acha que será a rainha da Festa do Pinhão 2017?

Organizador do Bike Serra morre em acidente em Lages

Homem cai dentro de túmulo no Cemitério Cruz das Almas, em Lages