60% dos pontos analisados estão próprios para banho em Santa Catarina

O primeiro relatório de balneabilidade de 2018 foi divulgado nesta sexta-feira (5) analisou 215 pontos no litoral catarinense.

Por LD,
Lages/SC

📷 Praias de Itapema são analisadas pela Fatma. (Foto: Maurício Santos / Lages Diário)

Na tarde desta sexta-feira (5), a Fundação do Meio Ambiente (Fatma) divulgou o primeiro relatório de balneabilidade de 2018. Dos 215 pontos analisados, 114 apresentaram estarem aptas a receber os banhistas, o que representa 60% de pontos próprios. O relatório completo pode ser visto em www.fatma.sc.gov.br ou no aplicativo Praias SC, disponível para os usuários do sistema Android.


Segundo o órgão, a chuva que caiu na última semana de 2017, foi a principal razão para o aumento de pontos impróprios em relação ao último relatório divulgado. “É uma situação pontual. Vínhamos de um período de seca e que recebeu uma grande quantidade de água das chuvas. Tudo o que estava acumulado foi parar no mar. Nos próximos dias, com a melhora do tempo, a tendência é que a situação melhore”, explica o gerente de Pesquisa e Análise da Qualidade Ambiental, Oscar João Vasquez Filho. Em Florianópolis, mais de 50% das praias analisadas estão impróprias para banho, apenas 35 das 75 analisadas apresentaram-se próprias.

Como funciona o processo de aferição da balneabilidade das praias

A Fatma faz cinco coletas consecutivas para se obter o resultado de balneabilidade do local, se ele é próprio ou impróprio para banho. Caso ele seja impróprio, é necessário que em 80% das análises feitas pelo órgão apresente a presença de 800 bactérias Escherichia Coli para cada 100 mililitros.


Os pontos analisados são nos municípios de: Araranguá, Bal. Arroio do Silva, Bal. Gaivota, Bal. Camboriú, Bal. Rincão, Barra Velha, Biguaçu, Bombinhas, Florianópolis, Garopaba, Gov. Celso Ramos, Imbituba, Itajaí, Itapema, Itapoá, Jaguaruna, Joinville, Laguna, Navegantes, Palhoça, Passo de Torres, Penha, Piçarras, Porto Belo e São José. 

Nenhum comentário