Uma velha rixa decide o título do vôlei masculino

Blumenau e Chapecó se enfrentam nesta quarta-feira (8), às 13h, no ginásio Jones Minosso.

Por ORLANDO PEREIRA da FESPORTE,
em Lages/SC

📷 Sandro Scheuermann / Fesporte

B
lumenau e Chapecó voltam a se enfrentar do voleibol masculino da 57ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina, nesta quarta-feira, 8. A partida começa às 13h, no Ginásio Jonas Minosso, no Bairro Universitário. Os chapecoenses passaram nas semifinais ganhando de Itajaí por 3 sets a 0 com parciais de 25/20; 25/10; e 25/20. Os blumenauenses derrotaram Joinville por 3 a 0 com 25/16; 25/19; e 26/24.

Os dois municípios reeditam as finais de 2013 e 2014, vencidas pelo município do Oeste. Na edição de 2016, Blumenau levantou o caneco, com Florianópolis ficando com a medalha de prata e Chapecó com a de bronze.

O técnico de Chapecó, Nilson Rex, aponta o seu adversário como favorito, mesmo com a sua equipe obtendo o segundo lugar nos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs), perdendo para São Paulo na final. O foco principal dos blumenauenses é a conquista da medalha de ouro nos Jasc. Depois as atenções estarão voltadas à Superliga Nacional B, que começa em janeiro de 2018.

No feminino, com a desativação do time de vôlei de Rio do Sul, Chapecó é apontado como candidato ao título, pelo investimento que vem sendo nas competições universitárias. Embora Blumenau tenha um leve favoritismo, o técnico de Florianópolis, Fabiano Pereira, acredita que, além do seu time, os municípios de Brusque, Videira e Joinville reúnem condições de brigar pelo troféu da modalidade. “Fora Chapecó as demais equipes estão bastante niveladas”. “Tem ainda Balneário Camboriú, que na seletiva perdeu para Brusque”.


Nenhum comentário