Prefeitura repassa recursos para três asilos

As entidades estão aptas a receberem ajuda financeira da prefeitura via editais de Alta Complexidade.

Por ASCOM PML,
em Lages/SC

📷 Greik Pacheco / ASCOM PML

A
prefeitura de Lages iniciou na manhã desta sexta-feira (27 de outubro) a assinatura de editais públicos enquadrados na Lei do Marco Regulatório. As primeiras entidades contempladas com o repasse de recursos públicos foram o Asilo Vicentino, no bairro Brusque e o Lar Menino Deus - Asilo de Bem Viver, no bairro Petrópolis. Em ambos os asilos o prefeito Antonio Ceron e o secretário da Assistência Social e Habitação, Samuel Ramos, assinaram editais de Alta Complexidade, de repasse de recursos para custeio (contratação de serviços) nos meses de outubro, novembro e dezembro, sendo que a renovação se dará, a partir de agora, de forma automática.

O Asilo Vicentino receberá, até o dia 31 de dezembro, um total de R$ 81 mil, e o Lar Menino Deus R$ 54 mil. E um novo edital será assinado, na próxima semana, em benefício da Sociedade de Assistência Social, Educacional e de Apoio aos Desamparados de Lages (Saseadla), casa asilar localizada no loteamento Promorar/bairro Bela Vista.

O prefeito Antonio Ceron disse que o enquadramento das entidades à Lei do Marco Regulatório (1319/2014) foi necessário devido a irregularidades constatadas em nível de Brasil. “Não foi de nossa própria vontade deixar de repassar recursos para entidades assistenciais, a exemplo dos asilos, que prestam um grande serviço à comunidade, cuidando dos idosos mais necessitados. Precisávamos, sim, que as entidades estivessem legalmente cadastradas e aptas a receberem os recursos públicos”, explicou o prefeito.

Já o secretário da Assistência Social, Samuel Ramos, destacou que, “este é um momento muito importante, estamos felizes, pois mais do que nunca o poder público vai poder suprir necessidades dos asilos e demais entidades cadastradas.”

A coordenadora da Comissão de Fiscalização do Marco Regulatório, Cláudia Jeremia, explicou que neste ano de 2017 o repasse de recursos da prefeitura para 19 entidades cadastradas junto à prefeitura de Lages, através da Secretaria da Assistência Social e Habitação, se dará por meio de editais públicos (compras de serviço), enquanto que anteriormente isso de dava por meio de assinatura de convênios, não atendendo exigências legais.

Asilo Vicentino

A diretora executiva do Asilo Vicentino, Zilda Furlan Figueiredo, disse que a entidade se inscreveu em setembro no edital de chamamento público para instituição de longa permanência (edital aberto pela prefeitura). “Os R$ 27 mil mensais representam a compra de 60 vagas a um custo de R$ 400 por vaga. É uma ajuda significativa, tendo em vista que o custeio real, mensal, de um idoso, é de R$ 1.400. Nós iremos utilizar os R$ 81 mil para custeio da Folha de Pagamento de nossa entidade”, garantiu Zilda.

Com 100 anos de existência, este asilo conta hoje com um quadro de pessoal formado por 34 profissionais, dentre eles médico, fisioterapeuta, nutricionista, psicólogo, assistente social, educador físico, enfermeiro. Atende 81 idosos (30 homens e 51 mulheres).

Segundo Zilda, a prefeitura de Lages também ajuda a entidade através do Banco de Alimentos, doações de pães, fraldas e medicação fornecidas pela Farmácia Básica. “Estamos 100% organizados e aptos a receber recursos via Marco Regulatório e agradecemos muito ao prefeito e ao secretário de Assistência Social pela assinatura desse edital, o qual garante parte do custeio da entidade”, ressalta o presidente do Asilo, George de Bona.

Lar Menino Deus

Também denominado de Asilo de Bem Viver, o Lar Menino Deus tem sua sede no bairro Petrópolis (na rua Blumenau), desde 2009. O atendimento nesta casa asilar, de 54 idosos, é feito por 19 funcionários. Os R$ 54 mil recebidos da prefeitura serão suficientes para a compra de 49 vagas.

Em visita à Clínica de Fisioterapia desta entidade, acompanhado da presidente do Asilo, Irene Mondadori Gargioni, Antonio Ceron disse que, “graças a Deus que existem pessoas com corações e almas boas que atendem os idosos.” E ainda enfatizou: “As prioridades de nossa administração estão voltadas para o idoso, a criança e a mulher. E isso não é um discurso, pois são os segmentos sociais mais vulneráveis e carentes de atendimento por parte do poder público.” Cláudia Geremia lembrou que para esta Clínica de fFisioterapia a prefeitura de Lages já havia repassado R$ 25 mil, através do Fundo Municipal do Idoso. Foi um total de R$ 75 mil para três asilos.

PREVISÃO DO TEMPO

CURTA O LD

SEGUIDORES

Postagens mais visitadas deste blog

Polícia

Enquete: qual candidata você acha que será a rainha da Festa do Pinhão 2017?

Organizador do Bike Serra morre em acidente em Lages