Caminhada reúne comunidade e entidades em prol da prevenção ao câncer de mama

As atividades não terminaram com a caminhada, na quadra e praça do Jonas Ramos, o grupo recebeu mais orientações.

Por ASCOM PML,
em Lages/SC

📷 Carlos Alberto Becker / ASCOM PML

M
ais de 300 pessoas participaram das atividades que marcaram as ações de prevenção ao câncer de mama na manhã deste sábado (28 de outubro). O ponto de partida foi a Praça Joca Neves com o aquecimento conduzido pela educadora física Alexsandra Lima do Serviço Social da Indústria (SESI). Crianças, adultos e grupos da terceira idade tomaram a Praça para uma série de execícios antes da partida da caminhada que teve como percurso as Ruas Afonso Ribeiro, Marechal Deodoro, Calçadão da Praça João Costa, Ruas Correia Pinto e Caetano Vieira da Costa e finalizando no Parque Jonas Ramos. 

As atividades não terminaram com a caminhada, na quadra e praça do Jonas Ramos, o grupo recebeu mais orientações. Residentes da Universidade do Planalto Catarinense (Uniplac), formado por psicólogos, enfermeiros e assistentes sociais deram uma série de atendimentos compreendendo demonstrações de autoexames em materiais de silicone e sessões de auriculoterapia, que é uma técnica antiga que serve para promover alívio das dores, enxaqueca, trata a insônia e também problemas e disfunções de caráter psicológico. O evento encerrou com um “aulão” de dança circular. 

A secretária de Política para a Mulher e Assuntos Comunitários, Marli Nacif, disse que a secretaria executou todo um programa especial para o mês de outubro que contemplasse a informação para a mulher, que ressalte a necessidade da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama. “Além do trabalho que desenvolvemos, devemos citar que as manifestações do Outubro Rosa são resultados do trabalho conjunto com a Secretaria de Saúde e muitos parceiros da iniciativa privada lideradas por instituições como SESI, SESC, SENAC, entre outros,” comenta. 

A secretária de saúde do município de Lages, Odila Waldrich, dia que a parceria entre o poder público e entidades do segundo e terceiro setores não tem somente um aspecto econômico. “Com a iniciativa privada e instituições ao nosso lado, podemos atingir objetivos que é informar, educar e socializar que esse problema pode ser sanado com conhecimento,” cita. 

O coordenador de saúde do Serviço Social do Comércio (SESC), José Adilson Girardi, diz que o Outubro Rosa conseguiu reunir um número expressivo de entidades. “As atividades do Outubro Rosa em Lages foram um sucesso, pois representantes do poder público, segundo setor e organizações de sociedade civil entenderam a necessidade da integração para disseminar conhecimento e informação no combate ao câncer”, diz. 


Entre os parceiros da campanha, que uniram esforços para que o cronograma fosse realidade, estão entidades como o Corpo de Bombeiros, Sest/Senat, Senac, Polícia Militar, OAB Lages, Câmara de Vereadores, Sesi, Sesc, Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Hospital Tereza Ramos, Projeto “Alô Elô”, Grupo de Soroptimistas, Casa Colibri, Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, Consórcio Intermunicipal de Saúde da Amures, Rede Feminina de Combate ao Câncer, 27ª Regional de Saúde, Delegacia de proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso, Ministério Público, Unidade de Tratamento Oncológico (ANIMI), Centro de Integração Empresa Escola (CIEE), Loja EVM Eletricidade, meios de comunicação e secretarias municipais da Educação, da Saúde e da Assistência Social e Habitação, entre outras.

PREVISÃO DO TEMPO

CURTA O LD

SEGUIDORES

Postagens mais visitadas deste blog

Polícia

Enquete: qual candidata você acha que será a rainha da Festa do Pinhão 2017?

Organizador do Bike Serra morre em acidente em Lages