Resort mantêm horta própria para oferecer orgânicos aos clientes

Pratas Thermas Resort, de São Carlos, no Oeste catarinense, mantém a horta há mais de quatro anos e é mantida pelas funcionárias do restaurante do próprio empreendimento.

Por FLÁVIA MOTA,
em Chapecó/SC

📷 Carla Schell responsável pelo restaurante do empreendimento é uma das colaboradoras que auxilia no cultivo. (Foto: Flávia Mota / Divulgação)

A
fim de oferecer aos clientes cardápios variados e com opções de alimentos mais saudáveis, cada vez mais os empreendimentos têm investido no uso de produtos orgânicos.

Seguindo esse caminho, o Pratas Thermas Resort, localizado em São Carlos mantêm há mais de quatro anos a horta de produtos orgânicos própria do empreendimento. O espaço é mantido e cuidado pelas próprias funcionárias do restaurante, tudo de forma natural sem a utilização de agrotóxicos.

De acordo com o diretor do Resort, Fabio Sousa essa necessidade surgiu de uma demanda do empreendimento em oferecer produtos orgânicos e frescos aos clientes. “Nossa preocupação é proporcionar aos nossos hóspedes, além refeições que agradem o paladar, refeições saudáveis. A nossa horta é também ponto de visitação, as crianças adoram passar o dia cuidando e aprendendo como cultivar”, explica. Na horta do Resort são cultivadas várias espécies de temperos, chás, flores comestíveis, frutas e saladas. “Toda a parte de temperos que utilizamos em nossos pratos são retirados da nossa própria horta e colhidos na hora. Os clientes ficam surpreendidos com o sabor da comida. Todos afirmam que tem um sabor gostoso, único e diferente”, explica Carla Schell, responsável do restaurante.

Além, dos diferenciais competitivos, como a qualidade dos produtos atrelada à saúde, a sustentabilidade e a preservação ambiental, o uso de produtos orgânicos nos cardápios também contribuem com a preservação da agricultura familiar. Com isso, a direção do Resort tem buscado também promover um turismo cada vez mais sustentável em um contexto econômico, buscando dar preferência para fornecedores locais, incentivando a ampliar, diversificar e desenvolver suas instalações e hortas para futuras visitas dos hóspedes, que desejarem conhecer de aonde vem os alimentos consumidos.


Exemplo disso, é a propriedade do agricultor Valdecir Perosso, de Águas de Chapecó. A produção da família é responsável por abastecer o buffet de saladas oferecidos no Resort, em São Carlos, já que a produção própria do hotel ainda não atende toda a demanda. A venda para o empreendimento corresponde a 80% da renda da família que ainda se mantém no campo. “Já estamos aumentando a diversidade de produtos para poder continuar atendendo o Resort”, conta Perosso. O próximo passo do agricultor é buscar o sele de certificação fornecido por empresas brasileiras regulamentadas pelo MAPA, e reconhecidas internacionalmente. A certificação passa credibilidade e segurança ao consumidor final de que o produto que está sendo adquirido e posteriormente oferecido é de fato orgânico.

PREVISÃO DO TEMPO

CURTA O LD

SEGUIDORES

Postagens mais visitadas deste blog

Polícia

Enquete: qual candidata você acha que será a rainha da Festa do Pinhão 2017?

Organizador do Bike Serra morre em acidente em Lages