Morre aos 91 anos, Jerry Lewis, um dos maiores comediantes de todos os tempos

Ator morreu em sua casa em Las Vegas, no Estado de Nevada, nos Estados Unidos.

Por LAGES DIÁRIO,
em Lages/SC

📷 Getty Images

U
m dos maiores nomes da comédia mundial de todos os tempos, o ator e comediante Jerry Lewis, morreu neste domingo (20) aos 91 anos, informou a imprensa norte-americana. O agente do ator, informou que ele morreu em sua casa em Las Vegas, no Estado de Nevada, nos Estados Unidos. A causa da morte não foi divulgada, mas entre junho e agosto deste ano, Lewis ficou hospitalizado para tratar de uma infecção urinária.

O ator estava afastado dos palcos há algum tempo, a última apresentação foi no hotel South Hotel, em Las Vegas, em outubro do ano passado. Além de um excelente comediante, e responsável por influenciar uma geração inteira de profissionais da comédia, o ator também era responsável por conduzir causas humanitárias, tais como o programa beneficente anual do Dia do Trabalho para a Associação de Distrofia Muscular, que ele começou a apresentar em 1952. Ele se aposentou do evento em 2011.

📷 Jerry Lewis (Foto: Reuters)

Carreira

Jerry Lewis ficou conhecido após ao lado de Dean Martin fazer uma das duplas mais memoráveis do humor americano, isso em 1946. Os espetáculos totalmente abertos à improvisação. Enquanto Dean fazia o personagem elegante da dupla, Jerry Lewis exercia o papel do parceiro imprevisível. A dupla fez grande sucesso nos teatros e também no cinema com filmes “O marujo foi na onda” (1952) e “O rei do laço” (1956), neste mesmo ano, eles encerraram o espetáculo como dupla em Nova York.

Na década de 1950, Jerry fez diversas apresentações em clubes noturnos, televisão e no cinema. São ao longo da carreira, mais de 45 filmes.

Professor Aloprado e o último filme

Muitas pessoas lembram da versão remeke de “Professor Aloprado”, da década de 1990 com Eddie Murphy, mas o filme original foi em 1963, e com Jerry Lewis como protagonista. Ele interpretava o atrapalhado professor universitário Julius Kelp, que depois de ser humilhado por alunos e quase ser demitido, cria uma fórmula que o faz ser elegante, charmoso e bom de papo. Nasce então, Buddy Lee.

O último filme de Lewis, foi “Max Rose” (2016), e o primeiro desde “Rir é Viver”, de 1995, em que é o protagonista. Ele interpreta o viúvo Max Rose, que, ao mesmo tempo em que sofre com a perda da esposa Eva (Claire Bloom), investiga uma descoberta que pode acabar com suas certezas de muitos anos de casado.

“Até que a sorte nos separe 2”

Jerry Lewis também fez uma participação em um filme brasileiro, trata-se de “Até que a Sorte nos Separe 2”, em que trabalhou ao lado dos atores Marcius Melhem e Leandro Hassum. “Eu tive a honra de assistir um show dele em Las Vegas e depois tive a honra de contracenar com ele”, disse Marcius Melhem à GloboNews, ao tratar da repercussão da morte de Lewis.

Prêmios

Ganhou diversos prêmios pelas suas atuações, tais como o American Comedy Awards, Golden Camera, o Los Angeles Film Critics Association e do Festival de Venice. Ganhou um Oscar, da Academia de Cinema, em 2009, mas não por suas atuações, e sim pelo seu trabalho humanitário. Possui duas estrelas na Calçada da Fama.


PREVISÃO DO TEMPO

CURTA O LD

SEGUIDORES

Postagens mais visitadas deste blog

Polícia

Enquete: qual candidata você acha que será a rainha da Festa do Pinhão 2017?

Organizador do Bike Serra morre em acidente em Lages