Soluções do Sebrae ajudam empresário a dobrar o faturamento

Alex Silva, proprietário do Vô Vicente Restaurante Café, em Bom Retiro, comemora os resultados alcançados após participar da ação Competitividade dos Restaurantes “Paradas BR-282”.

Por CATARINAS COMUNICAÇÃO,
em Lages/SC

📷 Catarinas Comunicação / Divulgação

O
empresário Alex Silva, proprietário do Vô Vicente Restaurante Café, localizado à margens da BR-282, em Bom Retiro, comemora os bons resultados alcançados após participar da ação Competitividade dos Restaurantes “Paradas BR 282”, desenvolvida pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/SC).


Alex participou do projeto Desenvolvimento Econômico Territorial (DET). As duas principais ações foram o Programa Alimento Seguro e a de comunicação visual. O empresário recebeu consultorias que o ajudaram a transformar o negócio tornando-o mais atrativo para quem transita pela rodovia. O primeiro passo foi mudar a comunicação visual do estabelecimento. “Eu sentia que precisava mudar, mas não sabia como fazer. A consultoria do Sebrae foi fundamental”, conta Alex.

O empresário colocou em prática as sugestões recebidas durante as consultorias. Primeiro realizou pesquisa com os clientes. Depois, mudou o foco de apenas lanches e passou a servir almoço a La Minuta. Revitalizou a marca e desenvolveu uma nova fachada, mais moderna e objetiva. Disponibilizou uniforme para todos os funcionários, organizou as finanças e criou displays com fotos dos produtos oferecidos para colocar em cima das mesas. Além disso, instalou dois outdoors, um na BR- 282 e outro sentido Urubici, comunicando o que o estabelecimento oferece.

Não demorou muito para sentir os resultados. Com a comunicação facilitada, os turistas começaram a parar para conhecer o local. E quem transita rotineiramente pela rodovia por motivo de trabalho, se tornou cliente. “Dobramos o faturamento. O almoço, por exemplo, em um dia bom vendíamos 10. Agora, em um dia ruim, servimos 20”, comemora.

Inovador, ele não para. Já tem novos planos. “O próximo passo é desenvolver um cardápio, sinto que os clientes sentem falta. E também desenvolver etiquetas para os produtos de fabricação própria, como as massas e pães que fazemos aqui mesmo”.


Em 2017, o projeto continua sendo desenvolvido. “O projeto DET estimula o empreendedorismo com base nas vocações locais de maneira a gerar novos negócios, empregos e renda”, destaca o coordenador regional do Sebrae, Altenir Agostini.

PREVISÃO DO TEMPO

CURTA O LD

SEGUIDORES

Postagens mais visitadas deste blog

Polícia

Economia e Política

Enquete: qual candidata você acha que será a rainha da Festa do Pinhão 2017?